UM CARA QUASE PERFEITO

UM CARA QUASE PERFEITO

(Man About Town)

2006 , 96 MIN.

Gênero: Ação

Estréia: 20/10/2006

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Mike Binder

    Equipe técnica

    Roteiro: Mike Binder

    Produção: Jack Binder, Michael Rotenberg, Sammy Lee

    Fotografia: Russ T. Alsobrook

    Trilha Sonora: Larry Groupé

    Elenco

    Adam Goldberg, Amber Valletta, Ben Affleck, Gina Gershon, Jerry O'Connell, John Cleese, Kal Penn, Ling Bai, Mike Binder, Rebecca Romijn, Scott London

  • Crítica

    20/10/2006 00h00

    O ator e diretor Mike Binder mostrou ter boa mão para a comédia dramática depois do excelente O Outro Lado da Raiva (2005). Pelo menos era isso o que eu pensava até assistir seu mais recente filme, Um Cara Quase Perfeito.

    Ben Affleck interpreta Jack Giamoro. O "cara quase perfeito" do título mora em Los Angeles e parece ter uma boa vida: uma bela esposa (Rebecca Romijn), uma casa elegante, é sócio de uma empresa de talentos e dirige um belo carro esportivo. Claro que ele também tem alguns espinhos em seu caminho, como o pai doente e a infância traumática. E, quando resolve fazer um curso de autoconhecimento, sua vida perfeita desmoronar definitivamente.

    Um Cara Quase Perfeito até que se sustenta na primeira meia hora. É quando o espectador está no processo de conhecer o protagonista e sua vida. Até aí, ele parece ser interessante, mas um olhar mais próximo só faz com que acreditemos não haver absolutamente nada de especial. Nem mesmo os flashbacks, que explicariam por que Jack age dessa forma, são capazes de fazer com que o espectador seja seduzido pelo personagem ou mesmo pelo filme em si. O roteiro, também escrito por Binder, é raso e as situações, pretensamente cômicas, não são tão engraçadas, nem leva a história para algum lugar.

    Não bastando, Affleck apresenta uma de suas interpretações menos inspiradas. Se você ficou cheio de ponto de interrogações na cabeça após a premiação do ator no último Festival de Veneza, suas dúvidas quanto a presença de talento no ator não serão sanadas com sua performance de Um Cara Quase Perfeito. A direção apresenta algum atrativo aqui e ali, mas nada capaz de salvar o filme. A história é mal-desenvolvida e os personagens são tão rasos quanto o próprio roteiro, fazendo com que este filme seja uma perda de tempo.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus