UM HOMEM PERDIDO

UM HOMEM PERDIDO

(Un Homme Perdu)

2007 , 93 MIN.

Gênero: Drama

Estréia: 13/06/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Danielle Arbid

    Equipe técnica

    Roteiro: Danielle Arbid

    Produção: Charles Gilibert, Nathanaël Karmitz

    Fotografia: Céline Bozon

    Estúdio: MK2 Productions

    Elenco

    Alexander Siddig, Darina Al Joundi, Melvil Poupaud

  • Crítica

    13/06/2008 00h00

    Em Um Homem Perdido, a diretora libanesa Danielle Arbid acompanha jornadas de descobertas de dois homens no Oriente Médio.

    Primeiramente, suas câmeras focam um homem que, vinte anos antes, parece estar fugindo de algo. Mais tarde, descobrimos que ele é Fouad (Alexander Siddig), mas não são muitas as informações que temos do personagem. Desta forma, acompanhamos o fotógrafo francês Thomas (Melvil Poupaud, de O Tempo que Resta), que desembarca no Líbano em busca de situações extremas, ponto de partida de seus trabalhos como fotografo. Intrigado pela figura de Fouad, resolve acompanhá-lo a fim de descobrir, afinal, quem é aquele homem.

    Ambos os personagens de Um Homem Perdido parecem estar perdidos. E nenhum dos dois é capaz de se encontrar durante todo o filme. Seus atos são geralmente incompreendidos, também graças ao choque das culturas oriental e ocidental - principalmente em se tratando do personagem de Poupaud -, mas a incompreensão não vem somente dos ambientes onde circulam na trama, mas também do público.

    É difícil compreender algum propósito no drama. Os personagens não são nem um pouco carismáticos e a história não é interessante, apesar de sua premissa promissora. Ou seja, o longa não é capaz de prender a atenção do espectador, provocando mais tédio do que qualquer outro sentimento possível ou desejado pela diretora.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus