Shazam: "Quem não quer bater no The Rock?", diz Zachary Levi

Ator acredita que se o filme Quero Ser Grande e Superman tivessem um filho, seria Shazam!

29/03/2019 17h20

Por Daniel Reininger

Shazam! é a nova aposta da DC Comics nos cinemas, dessa vez mais leve, divertido e fiel aos quadrinhos, com foco na aventura e diversão. A diferença já começa pela escalação do ator Zachary Levi, conhecido pela comédia Chuck, para o papel principal, uma grande diferença em relação à seriedade dos filmes anteriores da editora. O ator esteve no Brasil e pudemos saber mais sobre seu trabalho e o filme, que estreia em 4 de abril.

Aliás, caso você não faça ideia de quem é Shazam!, saiba que o longa conta a história de Billy Batson (Asher Angel), um jovem de 14 anos que recebeu de um antigo mago o dom de se transformar em um super-herói adulto chamado Shazam (Levi). Agora, ele precisa aprender a controlar seus poderes para enfrentar o terrível Dr. Thaddeus Sivana (Mark Strong), que pretende roubar toda a magia do mundo.

Confira o bate-papo:

Preparação

Acostumado com as comédias, o papel exigiu muito do ator fisicamente. " O estúdio queria ter a certeza de que eu estava indo pra academia e seria capaz de aguentar todos os desafios físicos e decidi que se eu fosse assumir esse papel, eu queria ficar maior fisicamente....e ainda estou tentando", conta.

O ator treinou de 5 a 6 dias por semana e comeu de 3 à 4.000 calorias por dia para chegar ao padrão do herói "Não me refiro as calorias divertidas como sorvete e esses Pães de Queijo que você come por aqui - Oh meu Deus, eles são tão gostosos, tem como alguém não gostar disso? Comi muito frango e brócolis e esse tipo de coisa", conta.

Mas tudo valeu a pena, afirma o ator. "Tem sido um processo muito louco, porém ótimo. É uma honra ser encarregado desse papel e levo isso muito a sério, afinal sei que há muitos fãs que esperam ver e sentir esse personagem de uma forma muito verdadeira" afirma.

Criança crescida

No longa, Levi interpreta uma criança de 14 anos no corpo de um homem adulto e repleto de poderes, mas o ator levou tudo com naturalidade. "Eu basicamente sou uma criança grande na vida real, então era meio natural em muitos aspectos. Eu não conhecia o personagem Shazam tão bem antes, mas eu sempre fui fã da Marvel, cresci apaixonado por X-men, X-force, X-qualquercoisa [risos], eu realmente gosto de todos os mutantes. Eu ainda me pergunto se um dia eu vou acordar e perceber que virei um super-herói", brinca. 

Shazam

Levi admite que não estava tão familiarizado com o personagem quando foi chamado para os testes de elenco, mas logo se empolgou. "Percebi que não poderia existir um trabalho melhor para mim. O filme Quero Ser Grande com Tom Hanks é meu favorito e se ele e Superman tivessem um filho, seria Shazam! e isso é incrível", brinca.

Sobre a forma como Shazam! encara seus poderes é muito com o ator encara o papel. "A maioria dos super-heróis estão relutantes em salvar o mundo, fazem a contragosto até, mas para Billy Batson é diferente, ele pensa 'Eu tenho que salvar o mundo? Oh meu Deus isso é tão legal!!'. Eu sou um adulto que sempre sonhou em ser um super-herói e agora posso ser, é como se eu só tivesse que ser autêntico. Foi mega divertido e acredito que isso irá transparecer no filme", completa.

Honrado

Levi está muito feliz com essa nova fase. "Estou honrado em fazer parte do universo DC. É tudo um pouco alucinante, mas às vezes penso que estive no Universo Marvel e morri de uma forma trágica e horrível, mas agora posso ser um super-herói completo no universo DC e, cara, é tão legal que eu espero que este filme tenha um bom desempenho para que possamos fazer mais deles", comemora.

Sobre o futuro, quer voltar ao personagem, mas não cria expectativas. "Eu não só estou animado por estar nesse universo, como também pelas possibilidades que podem surgir a partir disso. E mesmo que apenas façamos um filme do Shazam, tudo bem, se for assim também estaria ótimo, já fico feliz – Mas espero que tenham mais! [risos]".

O ator ainda respondeu qual outro super-herói gostaria de interpretar nos cinemas. "Oh meu Deus, eu não sei, eu realmente pensei que interpretar o Gambit teria sido muito divertido, pois ele era um dos meus favoritos quando eu era criança, mas você sabe, Channing Tatum é tão bonito e é realmente difícil competir [risos]. Mas para ser honesto eu nem sequer penso sobre isso mais, eu não preciso, porque eu já tenho um super-herói. Então eu estou bem contente", explica.

Universo DC

Sobre como o filme se conecta ao universo DC, o ator falou pouco, se referindo apenas ao trailer. "Esse é basicamente o enredo, eu quebro muitos pilares e danço o tempo todo [risos]", brinca.

Mas logo, ele fala sério sobre o assunto: "Trata-se de uma história de origem, você vê um pouco disso no trailer, a rocha da eternidade, o mago, Billy tornando-se eu, todo o processo de aprendizagem, como em qualquer boa história de origem. Como a história se encaixa no resto do universo DC, bom, eu realmente não sei, eu estou aqui e as pessoas que tomam essas decisões estão muito acima", comenta.

Mas ele não resistiu dar algumas informações. "O que eu sei é que estamos muito bem encaixados no meio desse universo, no trailer você vê Freddy (Amigo de Billy) vestindo camisas do Superman e tudo isso não é porque Superman, Aquaman, Batman, Mulher-Maravilha são filmes, mas sim porque lá no universo de Shazam essas coisas estão realmente acontecendo, então a Liga da Justiça realmente se uniu para salvar o mundo, todos esses personagens são verdadeiros e nós nos referimos muito a eles. Agora como isso se desenrola com a história mais ampla eu não tenho a menor ideia e mesmo se eu soubesse eu também não diria [risos], mas eu realmente não sei. Mas eu não diria se soubesse [risos]", brinca.

Mas o longa também é sobre família. "Você sabe, Billy é um filho adotivo que vem tentando encontrar a sua família biológica e no processo ele é colocado em outro lar adotivo, com novas pessoas, mas afinal o que é família? É algo que nascemos com ela? Algo que encontramos? então são essas e vários outros questionamentos que estão no filme", conta.

Cena de Shazam

O longa é baseado nos quadrinhos Novos 52 do Shazam!. "A maior parte do filme vem daí", afirma antes de falar que usou muito de suas próprias experiências como adolescente como referência. "Não se trata sobre referenciar outras coisas, mas sobre tentar ser o mais próximo de 14 anos que eu poderia ser, o que é mais difícil do que você imagina, mesmo que eu seja uma 'criança crescida'. Aos 14 anos, você não possui preocupações de adulto, você é apenas emocional e cheio de hormônios. Então, apenas tentei pensar – 'OK, se eu tivesse 14 anos, como eu estaria reagindo a estas situações?' – e foi basicamente isso o que eu fiz.

Além dos Novos 52, a experiência no set e a qualidade do material foram cruciais para sua interpretação. "Geoff Johns escreveu um grande reboot do personagem e os roteiristas tentaram ficar próximos disso, mas, obviamente, David F. Sandberg, o diretor, tinha muitas ideias legais e diferentes e eu estava lendo pequenos trechos do velho Capitão Marvel, pois em Shazam sempre há muitos easter eggs e coisas que eu queria usar para apimentar a performance", comenta.

Fãs

Sobre o fandom de super-heróis no mundo, o ator diz ter sorte por ter uma carreira adorável antes de Shazam!. "Tive a sorte de receber muito amor dos fãs. Chuck (2007) é amada pelo mesmo público que curte filmes de super-heróis, além disso também estive em Thor (2011), Heroes Reborn (2015) e Enrolados (2010). Acho que não importa onde você esteja na vida, você deve ser grato pelo que você tem. Estou realmente empolgado sobre o que está por vir, mas eu também sei que isso vem com responsabilidades ainda maiores e menos privacidade", explica.

Sobre o futuro, só diz estar honrado e esperar o melhor. "Quanto mais famoso você se torna neste mundo, mais pessoas te reconhecem e você não pode mais andar por aí sem alguém ir atrás de você. Então eu não sei exatamente o que o futuro reserva, mas seja o que for eu farei tudo o que puder para honrar isso", explica.

E ainda agradece ao público. "Sempre serei grato pelos fãs porque eu acredito que são eles os Patronos das artes, se eles não comprarem ingressos para os filmes ou não assistirem os programas de TV, então eu não tenho um emprego e isso não é bom porque eu não sei fazer outra coisa da minha vida. Eu seria o primeiro a morrer em um apocalipse zumbi [risos]", brinca.

Adão Negro

Arte de Adão Negro


O ator ainda comentou sobre Shazam enfrentar seu grande rival, Adão Negro, nas telonas. "Ele não está no primeiro filme, então não sei. Originalmente eles estavam escrevendo o roteiro para ter tanto o Shazam quanto Adão Negro na produção, mas The Rock (Dwayne Johnson) ficou muito famoso e ocupado. Acho que eles fizeram a escolha certa em dividir os dois projetos, afinal não teríamos tempo para contar duas histórias de origem, então eu não sei, eu não sei quando Shazam e Adão Negro vão se encontrar", comenta.

Enquanto Shazam não estreia, confira o trailer:Sobre a expectativa desse encontro, sua animação é clara. "Estou muito ansioso, quem não quer bater no The Rock? [risos]", finaliza.