Star Wars: "Sabia que estaria em boas mãos", diz Harrison Ford em entrevista exclusiva

O retorno de Han Solo é um dos atrativos do novo filme

21/12/2015 11h35

Por Daniel Reininger

O retorno de Harrison Ford como Han Solo, mais de 30 anos após viver o personagem pela última vez em O Retorno De Jedi, é uma das grandes novidades de Star Wars: O Despertar Da Força. O amado mercenário, contrabandista e general da Aliança Rebelde, ao lado de Chewbacca, sempre esteve no imaginário dos fãs e vê-lo de volta nas telonas é um presente para todos nós. O ator falou um pouco sobre a volta ao universo de Star Wars nessa entrevista exclusiva. Confira:

Quando você ficou sabendo que iriam fazer novos filmes? E como foi essa volta?

Queria trabalhar com J.J. Abrams a um bom tempo e há dois anos eu entrei nessa jornada. Não vi nada do roteiro até cerca de um ano e meio atrás, quando comecei a me envolver mais com o filme. Fiquei muito satisfeito quando li o roteiro, afinal, achei que havia algumas ideias incríveis e coisas bem interessantes a serem exploradas. 

Você já conhece a Kathy Kennedy (Presidente da Lucasfilm) há bastante tempo. O envolvimento dela foi parte do que lhe atraiu?

Na verdade foi a história; foi o filme. É claro que as pessoas são parte muito importante do todo e existem relacionamentos com pessoas que são muito importantes. Tenho um relacionamento de longa data que já gerou bons frutos com a Kathy [Kennedy], portanto fiquei feliz de poder trabalhar com ela novamente. Pensei que seria divertido. Sabia que o filme estaria em boas mãos, mas esse não foi o único atrativo do projeto para mim.

 +Veja nossa entrevista com o produtor Bryan Burk

Como era o clima no set?

Era ótimo. Todos colaboramos com sugestões assim que começamos o trabalho. Trabalhei em três Star Wars antes, com três diretores diferentes e cada um deles tinha estilo e atitude diferentes em relação ao processo. Com cada um deles foi algo único, mas sempre senti que havia certo grau de colaboração. Dessa vez também foi muito confortável para todos os envolvidos.

Fale um pouco sobre Daisy Ridley e John Boyega, seus companheiros de aventura.

Os dois têm personalidades bastante envolventes; tanto na vida real quanto seus personagens. Acredito que o público vai adorar conhece-los e acompanha-los na sequência da história. Ambos tem uma presença bastante inventiva e espirituosa. Seus personagens são muito interessantes e passam por mudanças bastante interessantes. A seleção de elenco foi brilhante, nos dois casos.

Star Wars é uma ficção-científica, mas é também um mundo de fantasia, e, apesar de tudo isso, sempre teve uma história muito humana e emocional com o qual todos nós nos identificamos de alguma forma. Todos nós reconhecemos o poder desses relacionamentos. Por isso esses filmes se tornaram tão importantes e passam de geração em geração. Você pode chama-los de filmes familiares, mas eles são representações emblemáticas do que conhecemos sobre as complicações em nossas vidas. E esses personagens representam isso.

+Veja nosso especial de O Despertar da Força

O público amou o filme. O que você espera dos fãs a longo prazo?

Espero que reconheçam nossa humanidade em comum, afinal todos nós encaramos os mesmos tipos de problemas em nossas vidas e, mesmo assim, sempre há esperança. Há alegria na celebração do certo e do errado e no reconhecimento da verdade que nos sustenta. E é claro, quero que eles se divirtam ao longo do caminho.

Star Wars: O Despertar Da Força acompanha o conflito entre a opressora Primeira Ordem e a Resistência, 30 anos após o fim do Império em Star Wars: Episódio Vi - O Retorno De Jedi. Quando uma arma devastadora pode desbalancear a guerra, os jovens Finn, Rey e Poe Dameron devem se unir aos veteranos Leia, Han Solo e Chewbacca, para manter a liberdade na galáxia. 

O longa estreou no Brasil na última quinta-feira (17). Leia nossa crítica SEM SPOILERS. Saiba onde assistir.

Veja abaixo o trailer: