007 Contra Spectre: Daniel Craig explica declaração polêmica

Ator sugeriu que preferia cortar os pulsos do voltar como 007

09/11/2015 13h21

Em entrevista para o programa de televisão Today, apresentado por Matt Lauer, Daniel Craig falou sobre 007 Contra Spectre e explicou sua declaração polêmica, que sugeria que ele preferia cortar os próprios pulsos do que fazer mais um filme de James Bond.

"As pessoas não entenderam o contexto da coisa. Se você terminar uma maratona de 200 Km e alguém chega e pergunta se você vai correr outra vez logo em seguida o que você responde? Há algumas palavras que podem ser usadas, mas elas não são apropriadas nesse momento (risos)", comentou Craig, que também fez questão de mostrar o quanto foi divertido fazer esse novo filme "Tive ótimos momentos filmando Spectre", disse.

Conhecido pelo seu jeito sincero, o ator respondeu em um tom sarcástico para a revista Time Out que preferia quebrar um vidro e cortar os próprios pulsos do que fazer um novo filme do agente secreto. Na verdade, isso aconteceu em julho, logo após o final das filmagens de Spectre, que duraram oito meses, em cinco países diferentes. Como essa declaração foi publicada bem depois, o contexto, que no início ilustrava o cansaço do ator depois de tanto tempo filmando, foi distorcido.

Você pode ler mais detalhes sobre esse assunto e sobre a importância da Era Craig na franquia 007 em nosso texto especial.

Além de esclarecer as polêmicas, Craig comentou que pode voltar para mais um filme da série. "A melhor resposta nesse momento é 'não sei'. Pode ser que eu volte para mais um filme, mas não quero pensar nisso no momento", comentou.

Já em cartaz no Brasil, 007 Contra Spectre traz James Bond tentando descobrir as terríveis verdades sobre uma organização sinistra, que tem algumas relações com o seu passado. Dirigido por Sam Mendes, o longa também conta com Christoph Waltz, Monica Bellucci, Léa Seydoux e Dave Bautista.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus