Academia convida 819 membros e diversifica grupo de votantes

Entre os nomes estão os brasileiros Cristina Amaral e Otto Guerra

01/07/2020 13h00

Por Thamires Viana

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou nesta quarta-feira (01) que convidou 819 novos membros para o grupo de votantes do Oscar. Em 2016, a Academia estabeleceu metas de inclusão específicas como parte de sua iniciativa para dobrar o número de mulheres e de pessoas de outras etnias até 2020. 

Com a entrada dos novos membros, a classe 2020 passa a ser 45% de mulheres, 36% de não-brancos e 49% de 68 países. 

Entre os nomes estão Awkwafina (Oito Mulheres E Um Segredo), Lakeith Stanfield (Queen & Slim - Os Fugitivos), Yalitza Aparicio (Roma), John David Washington (Infiltrado Na Klan), Zendaya (Homem-aranha: De Volta Ao Lar), e os brasileiros Cristina Amaral (montadora), Tiago Pavan (produtor) e Otto Guerra (animador e diretor).

"A Academia tem o prazer de receber esses ilustres companheiros nas artes e nas ciências cinematográficas. Sempre adotamos talentos extraordinários que refletem a rica variedade de nossa comunidade cinematográfica global", disse o presidente da Academia, David Rubin, em comunicado oficial.

A Academia também anunciou a próxima fase de sua iniciativa de equidade e inclusão, a Academy Aperture 2025, que promoverá os esforços contínuos da organização para promover a inclusão na indústria do entretenimento e aumentar a representação entre seus membros.

"Temos muito orgulho dos avanços que fizemos em superar nossas metas iniciais de inclusão estabelecidas em 2016, mas reconhecemos que o caminho a seguir é longo. (...) Esperamos continuar promovendo uma Academia que reflita o mundo ao nosso redor em nossos membros, nossos programas, nosso novo Museu e em nossos prêmios", disse Dawn Hudson, CEO da Academia.

A lista completa com os nomes pode ser vista aqui.

Veja também: Oscar 2021 é adiado para abril devido à pandemia do Coronavírus


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus