Allison Mack, de Smallville, pode ser presa por comandar seita de escravas sexuais

Atriz é acusada de tráfico sexual

29/03/2018 12h45

Por Daniel Reininger

A prisão de Allison Mack, a Chloe de Smallville, por "tráfico sexual" deve acontecer em breve. A polícia está com a atriz na mira após prender Keith Raniere, líder do culto sexual NXIVM, do qual Allison é uma das chefes. A informação é do The Sun.

A atriz foi vista num vídeo divulgado pela publicação, que mostra o momento da prisão de Raniere. Allison aparece perguntando o que estava acontecendo. 

A gravação ainda mostra outras mulheres, uma delas a atriz Nicki Clyne, inconformadas e gritando: "Vamos segui-los ... vamos, pessoal". Elas, inclusive, perseguiram o carro da polícia para tentar salvar seu "mestre". Bizarro é pouco.

Documentos revelaram que Raniere estava vivendo em uma casa de luxo perto de Puerto Vallarta, no México, com "várias mulheres" quando foi preso por tráfico sexual. Segundo o documento, as escravas de Raniere "perseguiram" o carro de polícia "em alta velocidade".

+ Os 10 momentos mais polêmicos da história do Oscar

Frank Parlato, que foi o primeiro a expor o culto, confirmou que Mack, vencedora do Emmy, era a pessoa do vídeo. "Essa gravação mostra como essas mulheres sofreram lavagem cerebral e como estão preparadas para se arriscar para tentar salvar seu 'líder'", disse ele à publicação. 

Veja o vídeo divulgado pelo Daily Mail:

Relembre o caso

O Sun Online revelou no ano passado que Mack havia recrutado aproximadamente 25 mulheres para o suposto culto de escravidão sexual. A matéria foi publicada juntamente com uma entrevista com Frank Parlato, ex-membro do grupo que, após ser expulso, resolveu revelar os segredos do grupo. 

Segundo Parlato, o grupo chamado DOS, derivado do grupo de autoajuda conhecido como NXIVM, é responsável por "fazer uma lavagem cerebral" em jovens mulheres, além de puní-las fisicamente e chantageá-las usando suas informações pessoais e fotos nuas. Kristin Kreuk, a Lana Lang de Smallville, também faz parte da seita.

As seguidoras são obrigadas a viver com uma dieta restrititiva - de até 800 calorias por dia - e precisam recrutar outras mulheres para a seita, como em um esquema de pirâmide. Caso não consigam, são submetidas a castigos físicos, como surras com pás.

As jovens também têm a pele marcada à ferro com um símbolo que supostamente inclui as iniciais de Allison Mack e de Keith Raniere, fundador do grupo.

Mack é responsável por comandar as mulheres que fazem parte do culto, mas todas as suas decisões são tomadas por Raniere, que seria o seu "mestre".

Cicatrizes

Cicatrizes de membros da seita DOS com as iniciais de Allison Mack e Keith Raniere

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus