Allison Mack: "Ela quer contribuir para a sociedade", diz advogado

A equipe de defesa afirma que a atriz quer trabalhar e frequentar serviços religiosos

15/08/2018 13h10

Por Thamires Viana

Mais um capítulo na história envolvendo a atriz Allison Mack. Em abril deste ano, ela se declarou inocente das acusações de tráfico sexual e agora seus advogados estão solicitando uma "modificação das condições de sua libertação". As informações são do site E!Online.

Na última terça-feira (14), a equipe legal que representa a atriz, que foi acusada de ser uma das líderes do culto NXIVM, apresentou um pedido para modificar as condições da fiança da antiga estrela de Smallville. Pelos documentos legais obtidos pela publicação, Mack deseja poder deixar a casa de seus pais em Los Alamitos, Califórnia, para que possa trabalhar e frequentar serviços religiosos semanais.

Os advogados de Mack argumentam que "as acusações instantâneas a privaram de sua carreira de atriz", mas que "ela está interessada em contribuir para a sociedade".

Eles também alegaram que a liberdade de Mack e a oportunidade de trabalhar e retomar uma vida enquanto aguarda o julgamento, pode ser importante para sua reintergração à sociedade.

"As modificações propostas permitirão à Sra. Mack contribuir para a sociedade e para seu auto-aperfeiçoamento enquanto ela aguarda a resolução das acusações criminais", continuaram. "Essas atividades não apenas permitirão a ela usar seu tempo de forma produtiva enquanto aguarda julgamento, mas também ajudarão na sua reintegração à sociedade se ela for inocentada das acusações ou mesmo no caso improvável de ser condenada após o julgamento", finalizaram.

Relembre o caso

O Sun Online revelou no ano passado que Mack havia recrutado aproximadamente 25 mulheres para o suposto culto de escravidão sexual. A matéria foi publicada juntamente com uma entrevista com Frank Parlato, ex-membro do grupo que, após ser expulso, resolveu revelar os segredos do grupo. 

Segundo Parlato, o grupo chamado DOS, derivado do grupo de autoajuda conhecido como NXIVM, é responsável por "fazer uma lavagem cerebral" em jovens mulheres, além de puní-las fisicamente e chantageá-las usando suas informações pessoais e fotos nuas. Kristin Kreuk, a Lana Lang de Smallville, também faz parte da seita.

Kristin Kreuk também pode estar envolvida em seita de tráfico sexual

As seguidoras são obrigadas a viver com uma dieta restrititiva - de até 800 calorias por dia - e precisam recrutar outras mulheres para a seita, como em um esquema de pirâmide. Caso não consigam, são submetidas a castigos físicos, como surras com pás.

As jovens também têm a pele marcada à ferro com um símbolo que supostamente inclui as iniciais de Allison Mack e de Keith Raniere, fundador do grupo.

Mack é responsável por comandar as mulheres que fazem parte do culto, mas todas as suas decisões são tomadas por Raniere, que seria o seu "mestre".

Cicatrizes

Cicatrizes de membros da seita DOS com as iniciais de Allison Mack e Keith Raniere


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus