Allison Mack: Ex-membro do culto diz que as confissões da atriz são falsas

Frank Parlato foi expulso da seita e revelou segredos no ano passado

08/06/2018 13h47

Por Thamires Viana

O ex-membro do NXIVMFrank Parlato, publicou um  texto no ArtVoice, onde afirma que a atriz Allison Mack teria sido obrigada por Keith Raniere, líder do culto sexual, a confessar que a ideia de marcar as vítimas com ferro teria sido sua. De acordo com ele, a entrevista dada pela atriz ao The New York Times pode ser falsa.

O texto de Parlato diz que Mack é uma "escrava" do DOS - uma escrava direta de Raniere, a quem ele chantageou para manter como garantia sua obediência. Mack era - na época de sua confissão - e ainda pode ser - financeiramente dependente de uma das mulheres da seita, chamada Clare Bronfman.

Mack pode ter feito uma falsa confissão, que foi gravada em seu apartamento no Brooklyn durante entrevista para a repórter do NY Times, Vanessa Grigoriadis. A confissão de Mack é mencionada no seguinte parágrafo da história do Times:

"Fiquei surpresa ao ouvir Mack assumir total responsabilidade por ter a marca cauterizada do DOS. Ela me disse: "Eu estava tipo:" Vocês, uma tatuagem? As pessoas ficam bêbadas e tatuadas no tornozelo "BFF", ou um selo de vagabundo. Eu tenho duas tatuagens e elas não significam nada. "Ela queria fazer algo mais significativo, algo que tivesse coragem."

De acordo com Parlato, aqueles que conhecem o NXIVM, sabem que essa confissão foi provavelmente pré-planejada, e talvez roteirizada por Raniere, com a ajuda, evidentemente, de Lauren Salzman e Clare Bronfman.

Em outro parágrafo da entrevista, o jornal oferece uma revelação: "Mack me disse que estava sentindo certa ansiedade ao conversar com uma repórter. Parecia "assustador e cheio de pressão", ela disse. Mas Lauren Salzman, que junto com Raniere e Clare Bronfman guiaram minha entrevista controlada de seu mundo, ajudou-a dizendo a Mack para voltar a sua mente quando era criança e recebeu elogios ao mesmo tempo que outras crianças não o fizeram", diz.

Ainda de acordo com ele, a palavra "pressão" dá a entender que Mack foi pressionada a fazer a entrevista. Ela também afirma que seu sistema de crenças foi "atualizado", o que o ex-membro entende que possa ser outra maneira de dizer lavagem cerebral.

Depois de ser solta sob pagamento de fiança, a atriz só tem permissão para viajar para as audiências em Nova York, e está usando uma tornozeleira eletrônica durante os vôos para garantir que ela não tente fugir. Raniere está atualmente em uma prisão federal no Brooklyn depois de ter sido negada fiança. 

Relembre o caso

O Sun Online revelou no ano passado que Mack havia recrutado aproximadamente 25 mulheres para o suposto culto de escravidão sexual. A matéria foi publicada juntamente com uma entrevista com Frank Parlato, ex-membro do grupo que, após ser expulso, resolveu revelar os segredos do grupo. 

Segundo Parlato, o grupo chamado DOS, derivado do grupo de autoajuda conhecido como NXIVM, é responsável por "fazer uma lavagem cerebral" em jovens mulheres, além de puní-las fisicamente e chantageá-las usando suas informações pessoais e fotos nuas. Kristin Kreuk, a Lana Lang de Smallville, também faz parte da seita.

Kristin Kreuk também pode estar envolvida em seita de tráfico sexual

As seguidoras são obrigadas a viver com uma dieta restrititiva - de até 800 calorias por dia - e precisam recrutar outras mulheres para a seita, como em um esquema de pirâmide. Caso não consigam, são submetidas a castigos físicos, como surras com pás.

As jovens também têm a pele marcada à ferro com um símbolo que supostamente inclui as iniciais de Allison Mack e de Keith Raniere, fundador do grupo.

Mack é responsável por comandar as mulheres que fazem parte do culto, mas todas as suas decisões são tomadas por Raniere, que seria o seu "mestre".

Cicatrizes

Cicatrizes de membros da seita DOS com as iniciais de Allison Mack e Keith Raniere

SAIBA TUDO SOBRE O CASO:

+ Allison Mack, a Chloe de Smallville, é suspeita de comandar seita de escravas sexuais

+ Allison Mack, de Smallville, pode ser presa por comandar seita de escravas sexuais

+ Allison Mack, de Smalville, foi presa pelas acusações de tráfico sexual

+ Allison Mack tentou recrutar Emma Watson e Kelly Clarkson para culto de escravas sexuais

+ Allison Mack é solta após sua mãe pagar fiança de 5 milhões de dólares

+ Allison Mack: Caso envolvendo a atriz vai virar série documental

+ Allison Mack: Seita liderada pela atriz incluía fome, sexo e humilhações

+ Allison Mack se casou com escrava sexual para manter a moça nos EUA

+ Allison Mack: Vítima de seita revela que atriz planejava sequestros e estupros

+ Allison Mack: Ex-integrante revela detalhes da iniciação das escravas no culto 

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus