Allison Mack: Vítima de seita revela que atriz planejava sequestros e estupros

A atriz de Smallville vai a julgamento no próximo mês

24/05/2018 10h32

Por Thamires Viana

Uma suposta vítima do culto NXIVM, coordenado pela atriz Allison Mack, alegou em uma nova ação na justiça na última quarta-feira (23), que Mack tramava estupros e sequestros dentro do culto sexual. As informações são do site RadarOnline.

A publicação obteve os documentos em que uma mulher, chamada como "Jane Doe 1", alegou que ela era uma das escravas de Mack e que, sob as ordens da atriz, foi levada ao líder do NXIVM, Keith Raniere, e repetidamente agredida sexualmente.

Allison Mack, a Chloe de Smallville, é suspeita de comandar seita de escravas sexuais

De acordo com os documentos, a atriz de Smallville nomeou a moça para dizer a Raniere que faria qualquer coisa que ele pedisse a ela. Ela também conta que que foi acordada uma noite por Mack, que a levou para se encontrar com o líder em uma casa em Halfmoon, Nova York.

OS DOCUMENTOS PODEM SER LIDOS AQUI (em inglês)

"Raniere tirou todas as suas roupas e fez comentários sobre seu corpo nu, vendou Jane, levou-a para dentro de um carro e a conduziu de uma maneira que ela acreditava que ele estava tentando impedí-la de saber para onde estavam indo, até que ao chegar em um "barraco", ela foi amarrada em uma mesa", dizem os documentos.

Allison Mack: Seita liderada pela atriz incluía fome, sexo e humilhações

A moça afirma que Mack enviou uma foto que tirou de todas as escravas nuas e Raniere escreveu de volta, 'São todas minhas?' com um emoticon sorridente do diabo. As fotos também incluíram closes das vaginas das mulheres.

Jane finalmente confrontou Mack dizendo que ela estava deixando o culto sexual NXIVM, referido no processo como "DOS", e a atriz então armou uma intervenção de duas horas onde a moça foi "repreendida por partir".

Allison Mack se casou com escrava sexual para manter a moça nos EUA

Um ex-membro do culto alegou exclusivamente à publicação que Mack tinha uma obsessão doentia por escravos famintos e por ela mesma.

Relembre o caso

O Sun Online revelou no ano passado que Mack havia recrutado aproximadamente 25 mulheres para o suposto culto de escravidão sexual. A matéria foi publicada juntamente com uma entrevista com Frank Parlato, ex-membro do grupo que, após ser expulso, resolveu revelar os segredos do grupo. 

Segundo Parlato, o grupo chamado DOS, derivado do grupo de autoajuda conhecido como NXIVM, é responsável por "fazer uma lavagem cerebral" em jovens mulheres, além de puní-las fisicamente e chantageá-las usando suas informações pessoais e fotos nuas. Kristin Kreuk, a Lana Lang de Smallville, também faz parte da seita.

Kristin Kreuk também pode estar envolvida em seita de tráfico sexual

As seguidoras são obrigadas a viver com uma dieta restrititiva - de até 800 calorias por dia - e precisam recrutar outras mulheres para a seita, como em um esquema de pirâmide. Caso não consigam, são submetidas a castigos físicos, como surras com pás.

As jovens também têm a pele marcada à ferro com um símbolo que supostamente inclui as iniciais de Allison Mack e de Keith Raniere, fundador do grupo.

Mack é responsável por comandar as mulheres que fazem parte do culto, mas todas as suas decisões são tomadas por Raniere, que seria o seu "mestre".

Cicatrizes

Cicatrizes de membros da seita DOS com as iniciais de Allison Mack e Keith Raniere

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus