Alô, Alô, Carnaval em cópia restaurada

05/06/2002 16h20

Uma cópia restaurada do filme Alô, Alô, Carnaval, de 1936, dirigido por Adhemar Gonzaga, será exibida pela primeira vez nesta quinta-feira , às 20h, no Sesc Ipiranga, em São Paulo.

O filme passou por um processo de restauração de agosto de 2001 a maio deste ano. O custo da recuperação da fita foi de R$ 270 mil. Antes da projeção haverá um encontro com Alice Gonzaga, filha de Adhemar e diretora da Cinédia, e, após o filme, a cantora Maria Alcina fará um show interpretando canções do longa-metragem, como "Cadê Mimi", de João de Barro e Alberto Ribeiro; "Cantores do Rádio", de João de Barro, Lamartine Babo e Alberto Ribeiro, e "Pierrot Apaixonado", de Noel Rosa e Heitor dos Prazeres.


Um pouquinho de História

Quando Alô, Alô, Carnaval foi produzido, em fins de 1935, os estúdio da Cinédia, no Rio, formavam uma espécie de filial carioca de Hollywood. O bairro de São Cristóvão parou durante os dois meses de filmagens para assistir a um desfile de astros e estrelas do teatro e do rádio. Em primeiro lugar, não era qualquer evento que reunia de uma só vez Carmen Miranda, Francisco Alves, Lamartine Babo, Dircinha Baptista, além dos comediantes Oscarito e Jayme Costa. Por outro lado, filmes como esse serviam para apresentar os cantores, num tempo em que a TV não existia, ao grande público, que não tinha acesso aos cassinos. Aliás, a intenção de conquistar a massa evidencia-se ao analisarmos o argumento ingênuo do filme, talhado de forma a conquistar o espectadores pouco exigentes dos programas de auditório. A trama gira em torno de dois produtores de teatro de revista (Barbosa Júnior e Pinto Filho) que tentam convencer um empresário (Jayme Costa), proprietário do Cassino Mosca Azul, a bancar o espetáculo Banana da Terra. O empresário, a princípio, não quer saber do número, preferindo uma atração européia. Mas os estrangeiros dão um "bolo" e, sem alternativa, o dono do cassino contrata o espetáculo de revista. Essa, claro, é a deixa para o desfile das grandes estrelas do show biz brasileiro.

Os ingressos são gratuitos e podem ser retirados a partir das 18h no Sesc, na Rua Bom Pastor, 822.

Tel.:(11) 3340-2000.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus