Após participar de filme ganhador do Oscar, atriz trans chilena é proibida de receber prêmio no Chile

Atriz receberia título de cidadã ilustre, mas seus documentos estão no masculino

08/03/2018 11h42

Por Iara Vasconcelos

A atriz transexual chilena Daniela Vega, protagonista do filme Uma Mulher Fantástica, ganhador do Oscar de "melhor filme estrangeiro", é proibida de receber o título de cidadã ilustre em sua cidade natal.

Segundo a prefeitura de Ñuñoa, distrito da capital Santiago, o prêmio não pode ser recebido pois os documentos de Daniela ainda estão com os dados masculinos.

"A quem estamos entregando o título? Se a identidade é de um homem, não podemos entregá-lo a uma mulher", justificou o prefeito Andrés Zarhi. A cerimônia da entrega do prêmio seria realizada na segunda-feira.

Mas apesar de tudo, Vegas não saiu de mãos abanando e foi homenageada com um título chamado de "Premio Comunal a las Artes" (prêmio municipal às artes).

Diante de toda a polêmica, a atriz aproveitou para criticar a lei chilena, que ainda não permite a troca de nomes e gênero a transexuais: "Na minha identidade tem um nome que não é meu, porque o país onde nasci não me dá essa possibilidade. O tempo passa e nós continuamos esperando".

Na trama, Marina (Daniela) é uma transexual que trabalha como garçonete, mas sonha em ser uma cantora bem-sucedida. Para alcançar esse objetivo, ela faz pequenas apresentações em clubes noturnos de sua cidade. Mas sua vida será totalmente transformada quando o seu companheiro morre inesperadamente.

Veja o trailer:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus