BAFTA: Organizadores estão preocupados com os discursos anti-Trump

Rumores indicam que BBC pode cortar falas polêmicas

05/02/2017 19h44

Por Iara Vasconcelos

No Globo de Ouro 2017, muitos astros de Hollywood aproveitaram para discursar contra o presidente Donald Trump. A fala mais badalada da noite foi, sem dúvidas, a de Meryl Streep, que falou sobre o episódio em que o político zombou de um deficiente e sobre a importância dos imigrantes para os Estados Unidos. 

Entretanto, essa onda política anda preocupando os organizadores do BAFTA. Segundo fontes do Mail Online, eles temem que isso possa afetar negativamente a audiência e reputação da premiação.

"Ter muitos discursos contra Trump seria um desastre e tiraria completamente a atenção das pessoas dos filmes que estão concorrendo", disse uma fonte.

"Ninguém quer dizer para os atores o que eles devem ou não falar. Mas o última coisa que eles querem é uma série de discursos sobre política, particularmente com a visita de Trump ao Reino Unido tão próxima e o banimento dos muçulmanos".

Considerando que a BBC exibe o evento com duas horas de atraso, não seria estranho se o conteúdo político fosse editado antes de ir para o ar. Em comunicado ao Digital SPY, a emissora já falou que sua prioridade é mostrar indicados e vencedores: "Temos o dever de representar todos os prêmios. Mesmo que algumas partes sejam editadas, nós vamos buscar manter a essencia de todas as falas".

O BAFTA acontece no dia 12 de fevereiro.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus