Batman Vs Superman: Mulher-Maravilha terá cinco mil anos no filme

Gal Gadot explica motivo que fez personagem voltar à ativa

26/01/2016 10h42

Por Iara Vasconcelos

Rumores passados, baseados nas artes e imagens da Mulher-maravilha, indicavam que a heroína poderia ter 500 anos de idade em Batman Vs Superman: A Origem Da Justiça, mas Gal Gadot, que viverá a personagem no universo cinematográfico da DC Comics, revelou que ela pode ser ainda mais velha.

+ Batman Vs Superman: Entenda o conflito entre os heróis

Durante entrevista à Empire (Via CinemaBlend), a israelense disse que Diana pode ter cerca de cinco mil anos. A atriz explica as dificuldades que a heroína enfrentou para voltar à ativa.

"Ela viu tudo, ela viu o que os humanos são capazes de fazer, então foi muito difícil para ela voltar e lutar".

A idade de Mulher-Maravilha varia bastante nos quadrinhos, mas essa é uma das versões mais antigas da personagem. Vale lembrar que o filme solo da Amazona se passará em três tempos difererentes. A primeira parte do filme será situada na ilha de Themyscira, local de origem de Diana, sua mãe Hipólita e suas irmãs amazonas. Já os acontecimentos da segunda parte se passarão em 1916, bem durante a Primeira Guerra Mundial. O desfecho do longa será nos dias atuais e vão dar espaço para a trama de Liga Da Justiça - Parte 1, que tem estreia prevista para 2017.

+ Das HQs ao Cinema: Veja as adaptações dos quadrinhos que vêm por aí

Deborah Snyder, produtora do longa e mulher de Zack Snyder, afirmou que a personagem é um ícone feminista, mas que terá uma sexualidade aflorada, que é parte de seu poder: "Faremos uma história de origem, um filme de época. Mesmo assim há uma boa dose de humor. É uma declaração sobre a história das mulheres, mas também será divertido".

Batman Vs Superman: A Origem Da Justiça tem estreia prevista para  24 de março de 2016. Já Mulher-maravilha já iniciou suas filmagens e chega aos cinemas em 23 de julho de 2017.

Confira o trailer de Batman Vs Superman:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus