Bilheteria Brasil: Capitã Marvel lidera o ranking em estreia

O novo longa da Marvel somou R$ 51,5 milhões aqui no país

11/03/2019 18h48

Por Thamires Viana

Capitã Marvel chegou aos cinemas no último dia 07 de março e liderou a bilheteria brasileira em sua estreia. Somando R$ 51,5 milhões e levando mais de 2,9 milhões de espectadores aos cinemas, a produção estrelada por Brie Larson se tornou a maior abertura doméstica para um filme protagonizado por uma mulher.

Mundialmente, o longa já soma US$ 455 milhões. O Brasil é o quarto maior mercado internacional do longa, ficando atrás da China com US$ 89,3 milhões, Coréia do Sul com US$ 24,1 e Inglaterra com US$ 16,8 milhões. UAU!

+ Entrevista: Apesar da ação, há muito sentimento em Capitã Marvel, diz Brie Larson
Crítica: Capitã Marvel é boa preparação para Vingadores 4
Descubra curiosidades sobre Capitã Marvel e os anos 90
+ Entenda as duas cenas pós-créditos de Capitã Marvel
Capitã Marvel é a maior abertura de um filme estrelado por mulher
Conheça a nova heroína do universo de Vingadores

O segundo lugar com o drama A Caminho De Casa que somou R$ 1,9 milhão. O longa acompanha um cãozinho que busca o caminho de volta após ser separada de seus donos. Para quem curte um drama com cachorros, o filme é uma bela pedida!

Já a medalha de bronze ficou com a comédia teen nacional Cinderela Pop, estrelada pela atriz Maísa Silva. O filme arrecadou R$ 1,3 milhão e acompanha a adolescente Cintia quando ela descobre uma traição no casamento dos pais e passa a trabalhar como DJ, se tornando a Cinderela Pop.

Confira o ranking completo de acordo com o FilmB:

1 - Capitã Marvel - R$ 51,5 milhões
2 - A Caminho De Casa - R$ 1,9 milhão
3 - Cinderela Pop - R$ 1,3 milhão
4 - Green Book - O Guia - R$ 1,0 milhão
5 - A Morte Te Dá Parabéns 2 - R$ 634 mil
6 - Sai De Baixo - O Filme - R$ 551 mil
7 - A Maldição Da Freira - R$ 421 mil
8 - Alita: Anjo De Combate - R$ 416 mil
9 - Minha Vida Em Marte - R$ 368 mil
10 - Como Treinar O Seu Dragão 3 - R$ 286 mil

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus