Blade Runner 2049 pode dar prejuízo de US$ 80 milhões

Longa custou US$ 155 milhões e só arrecadou US$ 240,7 milhões até o momento

08/11/2017 16h26

Por Iara Vasconcelos

Blade Runner 2049 não teve o resultado esperado nas bilheterias e pode render prejuízo de US$ 80 milhões para produtora Alcon Entertainment, pertencente ao grupo Sony, e demais investidores. (Via Hollywood Reporter)

Apesar de ter se saído bem nas críticas, a sequência do clássico de 1982, dirigida pelo aclamado diretor Denis Villeneuve e estrelada por astros como Ryan Gosling e Harrison Ford, acabou não conquistando o público.

Mundialmente, o sci-fi arrecadou US$ 240,7 milhões até o momento, valor bem abaixo da meta de US$ 400 milhões esperada. Vale lembrar que o longa custou US$ 155 milhões, sem contar com o valor desembolsado para as campanhas de marketing e divulgação.

A Warner Bros., que foi responsável por distribuir o longa nos Estados Unidos, não deve sentir o impacto do prejuízo já que não financiou a produção.

Na trama, ambientada 30 anos após os eventos do primeiro filme, o policial de Los Angeles descobre um segredo há muito tempo enterrado que tem o potencial de mergulhar o que resta da sociedade no caos. A descoberta do novo Blade runner o leva a uma missão para buscar Rick Deckard, desaparecido há três décadas.

Jared Leto, Mackenzie DavisCarla JuriBarkhad Abdi, David Dastmalchian, Hiam AbbassRobin Wright, Dave Bautista e Lennie James também integram o elenco.

 

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus