Boy Erased: Após cancelamento, ator acusa Bolsonaro de censura

Longa chegaria aos cinemas no dia 31 de janeiro, mas foi retirado da programação

04/02/2019 11h40

Por Thamires Viana

Na última quinta-feira (31), o público estranhou a ausência de Boy Erased - Uma Verdade Anulada nas programações dos cinemas brasileiros. A estreia marcada para esse dia foi cancelada pela Universal Pictures sem aviso prévio, o que levantou questionamentos sobre o caso.

Em resposta a um usuário, a conta oficial da distribuidora confirmou que não é a mais a responsável pelo lançamento do filme aqui no Brasil, mas não especificou os detalhes.

Após o assunto correr as redes sociais, o ator Kevin McHale postou uma sequência de stories em seu Instagram e acusou Jair Bolsonaro de censura, dizendo que o atual presidente do país restringiu conteúdos LGBTQ+. 

Bolsonaro usou o Twitter para rebater McHale e afirmou que a acusação não é verdadeira:

Em resposta oficial ao Cineclick, a assessoria da Universal Pictures revelou que o não lançamento do filme nos cinemas brasileiros é única e exclusivamente por uma questão comercial baseada no custo de campanha de lançamento versus a estimativa de bilheteria nos cinemas. 

Boy Erased - Uma Verdade Anulada acompanha o drama de um rapaz obrigado a entrar em um programa religioso para "curar" sua homossexualidade. O elenco traz Nicole Kidman, Joel Edgerton, Lucas Hedges e Troye Sivan.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus