Brendan Fraser, ator de A Múmia, revela que sofreu assédio sexual e entrou em depressão

Astro conta que decidiu se afastar de Hollywood após o ocorrido

22/02/2018 14h58

Por Iara Vasconcelos

Brendan Fraser, astro de filmes como A Múmia, Viagem Ao Centro Da Terra - O Filme e George, O Rei Da Floresta, revelou que também sofreu assédio sexual em Hollywood e que depois do ocorrido preferiu se afastar da "badalação" da indústria.

Em entrevista concedida a GQ, o ator disse que o caso ocorreu em 2003, durante um almoço promovido pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), e o fez cair em uma profunda depressão. Philip Berk, ex-presidente da entidade, teria apalpado Fraser sem seu consentimento.

"A mãe dele se aproximou e agarrou a poupa da minha bunda, então seus dedos deslizaram e um de seus dados tocou o meu períneo, então ele começou a movê-lo. Durante um bom tempo, eu me senti muito mal por isso, como se eu fosse uma pequena criança. Sentia uma bola na minha garganta e uma vontade  de chorar. Fiquei cada evz mais recluso", relembrou.

Hoje em dia, Fraser continua atuando, mas se afastou dos holofotes para cuidar de seu filho adolescente portador autismo. Ainda assim, diz estar atento ao movimento de mulheres que buscam justiça pelo assédio sofrido na indústria: "Conheço a  Rose [McGowan], Ashley [Judd] e a Mira [Sorvino], ja trabalhei com elas, e as considero grandes amigas apesar de não nos falarmos com frequência. Estou assistindo a esse momento incrível e admiro a coragem dessas pessoas em relatar o que ocorreu".

Já Berk, que continua sendo membro da HFBA, afirmou que a história contada por Fraser é "totalmente fabricada". Apesar disso, na época do assédio ele enviou uma carta ao ator pedindo desculpas por "qualquer coisa que lhe tivesse aborrecido".

 

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus