Caso Weinstein: Robert Rodriguez se vingou de produtor em Grindhouse

Personagem empoderada de Rose McGowan foi espécie de vingança contra abusos

28/10/2017 09h02

Por Thamires Viana

O diretor Robert Rodriguez diz que soube do abuso sexual de Harvey Weinstein contra a atriz Rose McGowan e acusa o produtor de enterrar o lançamento de Grindhouse por despeito.

Rodriguez e McGowan namoraram de 2006 a 2009 e em uma declaração, o diretor disse que estava inspirado para lançar McGowan como uma personagem forte e empoderada em Planeta Terror, parte dirigida por ele em Grindhouse, como uma maneira de se vingar do agressor.

"Rose me disse que era fã de cinema noir e que desejava ter participado de Sin City - A Cidade Do Pecado. Perguntei porque ela não havia feito o teste e ela disse que não podia porque tinha sido colocada na lista negra para trabalhar em qualquer filme de Weinstein. Quando eu perguntei o que ela quis dizer com isso, e como ela poderia estar na lista negra, ela me contou a horrível história do que Harvey fez com ela sete anos antes."

A atriz revelou que foi abusada por Weinstein em 1997, durante as gravações de Pânico 2, um sucesso de terror que foi lançado pela Miramax, antiga empresa do produtor. Nas últimas semanas, dezenas de atrizes acusaram Weinstein de assédio. Os relatos incluem nomes como Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie, Mira Sorvino e Cara Delevingne.

Rodriguez trabalhou com a Miramax e a Weinstein Co. durante anos, lançando principalmente filmes através da Dimension, empresa administrada pelo irmão de Harvey, Bob Weinstein

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus