Catherine Deneuve pede desculpas por carta criticando denúncias de assédio

Atriz diz que suas falas foram deturpadas

16/01/2018 13h19

Por Iara Vasconcelos

Na semana passada, a atriz francesa Catherine Deneuve e mais 100 mulheres assinaram uma polêmica carta aberta criticando as recentes denúncias de assédio em Hollywood. O texto rodou o mundo e gerou reações de diversos tipos, a maior parte contrárias as declarações das francesas.

Agora, uma semana depois do ocorrido, Deneuve retomou o assunto durante entrevista ao jornal Libération e decidiu pedir desculpas as vítimas que se "sentiram ofendidas" e justificou as suas falas na carta.

"Sim, eu gosto da liberdade. Não gosto dessa característica dos novos tempos de julgar e condenar. Um tempo em que simples denúncias em redes socias podem gerar punições e linchamentos midiáticos. Não decido sobre a culpa desses homens porque não sou qualificada pra isso. Poucos são. Não gosta desse comportamento de matilha".

"Eu assinei a petição e ainda sinto que é necessário expressar a minha discordância com a forma como algumas das signatárias reivindicam o direito de permear a mídia, distorcendo a intenção do texto original. Obviamente, nada no texto diz que assédio é bom, caso contrário eu nunca teria assinado."

No texto publicado na semana passada no Le Monde, Catherine e suas companheiras defendiam a liberdade de homens tocarem mulheres sem permissão e insistirem como parte do "jogo da sedução".

"Os homens tem sido forçados a sairem de seus empregos por terem apenas tocado no joelho de alguém ou roubando um beijo", diz um dos trechos. Já em outro momento, a carta afirma que não defende o abuso sexual: "Estupro é crime, mas tentar seduzir alguém, mesmo que de forma insistente, não é uma agressão machista".

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus