CCXP: Painel da Netflix teve série nova, anúncio de Jessica Jones e despedida de Sense 8

Público fez auditório Cinemark tremer na noite de sábado

09/12/2017 22h03

Por Iara Vasconcelos

Em seu primeiro painel na CCXP 2017, que ocorreu na noite desse sábado (9), a Netflix fez o auditório Cinemark tremer com anúncios e novidades em sua programação a partir de 2018. 

A apresentação começou com um bate-papo com o elenco de Altered Carbon, nova série do estúdio. Segundo o ator Joel Kinnaman, que vive um dos protagonistas, a atração terá classificação etária alta e contará com cenas bem explícitas e violentas.

Já o astro Will Yun Lee garantiu que a série terá ação de qualidade: "Temos uma das melhores equipes de combate de Hollywood trabalando conosco". Claro que para protagonizar cenas tão intensas, o elenco precisou entrar em forma e uma parte do treino incluia até a prática de capoeira.

Uma grande novidade em Altered Carbon é que, apesar de ser situada em um mundo fictício, os produtores optaram por não carregar no CGI e investiram em um set de filmagens grandioso, onde recriaram o lugar com requinte de detalhes.

Baseada no romance de Richard K.Morgan, a série de ficção científica mostra humanos que vivem em um mundo onde mentes podem ser digitalizadas e transportadas de um corpo para outro. Veja o trailer:

O painel da Netflix ainda teve um bate-papo com as atrizes Bianca Comparato e Vaneza Oliveira, que falaram sobre a importância das personagens femininas na ficção e revelaram ao público o que há por vir na nova temporada da série 3%. Confira o teaser:

Além de confirmar que a nova temporada de Jessica Jones chega em 8 de março, o serviço de streaming também levou os fãs a loucura ao revelar um vídeo dos bastidores da season finale de Sense 8. Confira abaixo os vídeos divulgados:

Amanha a Netflix fecha o evento com chave de ouro com o painel de Bright, que contará com a presença de Will Smith, Joel Edgerton e do diretor David Ayer.

Confira a cobertura do Cineclick:

 

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus