CCXP18: Netflix traz Ellen Page de surpresa e distribui Donuts

Netflix volta ao auditório Cinemark neste domingo com Sandra Bullock

08/12/2018 23h09

Por Daniel Reininger

O painel da Netflix deste sábado na CCXP foi divido em dois, um de Umbrella Academy, adaptação da HQ criada por Gerard Way (My Chemical Romance) com o brasileiro Gabriel Bá, e sobre Mogli, com Andy Serkis!

Mogli

Serkis revolucionou a indústria fazendo captura de movimento, algo muito usado, e ele veio ao evento para falar de Mogli: Entre Dois Mundos, lançado em mais de 190 países pela Netflix na sexta-feira (7).

"Esse filme é simbolicamente meu primeiro, já que comecei a filmá-lo há cinco anos", conta Andy Serkis, que oficialmente lançou "Uma Razão para Viver" em 2017 o consagrando como seu primeiro filme como diretor. Originalmente desenvolvido pela Warner Bros., Mogli foi adquirido pela Netflix.

"Esse roteiro ia direto ao coração do livro, que é uma história escrita há mais de 100 anos, é uma jornada muito emocional". Além disso, Andy faz o personagem Baloo na produção, que acredita ser muito atual: "Vivemos em um mundo em que milhões de refugiados andam sem destino à procura de um lar. Sinto que algumas histórias vêm à tona retomadas pela literatura", conta.

O britânico ainda falou sobre como foi orientar atores como Christian Bale e Benedict Cumberbatch e trouxe vídeos dos bastidores.

Umbrella Academy

Já no painel seguinte, Gerard Way (My Chemical Romance) e o quadrinista Gabriel Bá estiveram presentes com o elenco, composto por Emmy Raver-Lampman, Tom Hopper e David Castañeda. E o melhor, Ellen Page, aparceu de surpresa!

Em seguida, a empresa distribuiu Donuts para todos os presentes. O guloseima é um dos elementos marcantes dos quadrinhos.

O trailer, que ainda não foi lançado, foi exibido e agradou a galera. Além disso, vimos uma cena em que o personagem Número 5, que tem o poder de viajar no tempo, aparece numa lanchonete e cercado por agentes armados e usa seu poder para se teletransportar e matar a todos.

Sobre o episódio, Gerard Way disse o seguinte: "Essa cena é muito violenta, né? A série é muito violenta no geral". "O maior nêmesis, na trama, é cada um. Estão todos lutando para combater o mal", completa o criador da história.

"Notei que havia muita profundidade nos personagens, na comparação com outros quadrinhos", disse Tom Hopper, um dos atores presentes.

Músicas dos anos 80, época que a série se passa, devem embalar a série. Para fechar as cenas inéditas, uma com Ellen Page mostra toda a desgraça da história de sua família, dizendo que sempre era lembrada por não ter super-poder algum. Na sequência, corta para o presente com ela tocando violino num teatro.

Sobre a experiência de tocar um instrumento, Ellen Page diz o seguinte: "Foi muito difícil tocar o violino! Eu fico muito grata por ter tido uma professora incrível. Uma das coisas mais legal sobre esse trabalho é que você descobre como fazer coisas completamente novas".

O painel terminou com a execução da música da série tocada por uma violinista, você pode conferir no Instagram do Cineclick.

A série estreia em 19 de fevereiro. A Netflix volta ao auditório Cinemark neste domingo com Sandra Bullock e o pessoal de Stranger Things.

Não vai conseguir ir ao evento? Não fique triste, você pode acompanhar tudo que rola por lá no Cineclick. Siga-nos no Instagram, Facebook e Twitter.

 

SAIBA TUDO SOBRE A CCXP18

- VEJA COMO FOI A SPOILER NIGHT

- SAIBA O QUE É A CCXP

- CONFIRMA A PROGRAMAÇÃO DA CCXP18

- DICAS PARA SOBREVIVER AO EVENTO

- O QUE ESPERAR

- SAIBA COMO FOI O PRIMEIRO DIA

Veja o que rola na feira:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus