Cena não consentida de sexo em O último Tango em Paris revolta Hollywood; Diretor responde

Maria Schneider não sabia o que aconteceria na cena

05/12/2016 13h22 (Atualizado em 06/12/2016 15h44)

Por Daniel Reininger

Diversos atores de Hollywood criticaram nos últimos dias o diretor Bernardo Bertolucci e o ator Marlon Brando. A polêmica começou após uma entrevista do cineasta admitindo ter filmado uma cena de sexo não consentida em O Último Tango Em Paris, de 1972, ressurgir na internet.

[Atualizado 06/12] O diretor Bernardo Bertolucci publicou um comunicado em resposta às críticas que vem recebendo sobre a infame cena da manteiga em O Último tango em Paris. Leia:

"Maria sabia de tudo porque ela tinha lido o script, no qual estava tudo descrito. A única novidade foi a ideia da manteiga. E isso, como eu fiquei sabendo muitos anos depois, ofendeu Maria. Não a violência à qual ela foi submetida na cena, que estava escrita no roteiro", diz.

"Há muitos anos na Cinémathèque Française alguém me pediu detalhes na famosa cena da manteiga. Eu especifiquei, mas talvez não tenha sido claro, que decidi com Marlon Brando não informar Maria que usaríamos manteiga. Queríamos uma reação espontânea dela sobre o uso impróprio. Aí está o mal entendido. Alguem pensou, e pensa, que Maria não tinha sido informada da violência contra ela. Isso é falso!", afirma o diretor. [Fim da Atualização]

O caso

O caso já é conhecido hámuito anos, mas voltou à tona essa semana quando o vídeo de 2013 foi republicado por uma ONG espanhola. Nele, Bertolucci conta que a atriz Maria Schneider não sabia o que aconteceria na cena em que Paul (Marlon Brando) usa manteiga como lubrificante - uma das mais famosas e polêmicas cenas do cinema. 

"A sequência da manteiga foi uma ideia que tive com Marlon na manhã anterior à filmagem. Fui horrível com Maria, porque não lhe disse o que iria acontecer", segundo o diretor. Para piorar, ele ainda disse que a intenção era que Schneider reagisse "como uma menina, não como um atriz".

No vídeo, Bertolucci conta que não voltou a ver a atriz depois das gravações do filme, porque "ela o odiava". Ele ainda disse: "Para fazer filmes, e obter algo, às vezes precisamos ser completamente frio".

Reações

"Para todas as pessoas que amam esse filme, o que vocês estão vendo é uma garota de 19 anos ser estuprada por um homem de 48. O diretor planejou o ataque", acusou a atriz Jessica Chastain no Twitter.

Evan Rachel Wood republicou o comentário de Chastain e chamou a situação de "dolorosa e ultrajante". "Os dois são indivíduos muito doentes para pensar que estava tudo bem."

"Eu nunca vou olhar para este filme, Bertolucci ou Brando da mesma forma. Isto é além do nojento. Sinto muita raiva.", disse Chris Evans.

A atriz

Em uma entrevista de 2007 ao Daily Mail, Maria Schneider afirmou que se sentiu humilhada e "um pouco estuprada" durante as filmagens do longa. A cena não estava no roteiro original e a atriz foi informada da mudança pouco antes da filmagem. "Marlon me disse: 'Maria, não se preocupe, é só um filme'. Mas durante a cena, mesmo que o que Marlon estava fazendo não fosse real, eu estava chorando lágrimas de verdade'. Eu estava com tanta raiva", lembrou.

"Eu deveria ter ligado para o meu agente ou pedido que meu advogado fosse ao set porque você não pode forçar alguém a fazer algo que não está no roteiro, mas na época eu não sabia disso", finalizou ao falar sobre o assunto.

A atriz morreu de câncer em fevereiro de 2011.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus