Cinema atacado por atirador em 2012 não exibirá Coringa

Aurora, Colorado, foi alvo de um atirador que invadiu uma sessão de Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge

24/09/2019 17h37

Por Daniel Reininger

Coringa não será exibido na sala de cinema de Aurora, Colorado, alvo de um atirador em uma sessão de Batman: O Cavaleiro Das Trevas Ressurge em 2012. O atacando matou 12 pessoas e feriu 70.

O THR afirma que o cinema não fez uma declaração oficial, mas um funcionário alegou que o filme não será exibido.

Parentes e vítimasdo ataque fizeram um pedido à Warner Bros. para que parte dos lucros do longa seja direcionado ao auxílio de pessoas impactadas por armas de fogo: "Estamos convocando vocês a serem parte de uma legião de líderes corporativos que entendem sua parte na responsabilidade social de nos proteger. Minha preocupação é que uma pessoa que esteja por aí - mesmo que seja apenas uma - que esteja no limite, querendo ser um atirador, seja encorajado por este filme. E isso me amedronta".

A imprensa e especialistas têm levantado a discussão sobre a possibilidade do longa incentivar atos violentos. O diretor Todd Phillips defendeu sua obra e pediu para o público assistir antes de julgá-lo. Já Joaquin Phoenix abandonou outra entrevista quando perguntado sobre o mesmo assunto.

Coringa, do diretor Todd Phillips (Cães De Guerra), é uma história original sobre o icônico vilão. A versão de Phillips sobre Arthur Fleck, interpretado por Joaquin Phoenix, mostra um homem lutando para se integrar à sociedade despedaçada de Gotham.

Trabalhando como palhaço durante o dia, ele tenta a sorte como comediante de stand-up à noite, mas descobre que a piada é sempre ele mesmo. Preso em uma existência cíclica, oscilando entre a realidade e a loucura, Arthur toma uma decisão equivocada que causa uma reação em cadeia, com consequências cada vez mais graves e letais.

O filme venceu o prêmio máximo do Festival de Veneza.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus