Clássico restaurado de Glauber Rocha será exibido na Cinemateca

O Leão de Sete Cabeças, primeiro filme internacional de Glauber, tem até muso de François Truffaut

21/08/2011 11h26

A Cinemateca Brasileira exibirá na segunda-feira (22/8) às 20h a cópia restaurada de O Leão de Sete Cabeças, primeiro filme internacional de Glauber Rocha (Deus e o Diabo na Terra do Sol) e rodado em 1970.

Com elenco globalizado – brasileiro (Hugo Carvana), alemão (René Koldhoffer), italianos (Giulio Brogi e Gabrielle Tinti), sérvia (Rada Rassimov), francês (Jean-Pierre Léaud, o muso de Truffaut) e congoleses (Baiack e André Segolo) –, O Leão de Sete Cabeças mostra, por meio de alegorias, a tradição colonialista da Europa, o suporte imperialista dos Estados Unidos e as aspirações libertárias e revolucionárias de um personagem inspirado em Che Guevara.

A mesma cópia que será projetada na Cinemateca em São Paulo há havia sido exibida no Festival de Brasília em novembro do ano passado. “Ainda que as formas de dominação política tenham se sofisticado ao redor do mundo, o que em teoria diminuiriam o impacto do espectador com o enredo, está em jogo também a maneira propositalmente caótica e insanamente agressiva de Glauber filmar. Personagens entram e saem de quadro num frenesi. Diálogos antológicos, ironia à flor da pele com Hugo Carvana falando francês e soltando um “sossega, leão!” vez em quando”, opinou o crítico Heitor Augusto ao Cineclick quando da exibição em Brasília.

Após a projeção, ocorrerá um debate com Paloma Rocha, Patricia de Fillipi, do diretor de fotografia Luis Abramo e do pesquisador Prof. Jose Gatti.

Serviço
Exibição da cópia restaurada de O Leão de Sete Cabeças
Segunda-feira (22/8), às 20h
Cinemateca Brasileira
Largo Senador Raul Cardoso, 207 - Vila Clementino - São Paulo (próx. ao metrô Vila Mariana)
(11) 3512-6111 / [email protected]


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus