Conheça a história de Pennywise, o palhaço de IT: A Coisa

Listamos a origem, costumes e habilidades do personagem criado por Stephen King

04/09/2019 15h26

Por Thamires Viana

It: A Coisa - Capítulo 2, sequência do terror de 2017, chega aos cinemas na próxima quinta-feira, dia 05 de setembro. Baseado no romance de Stephen King, o filme dirigido por Andy Muschietti acompanhará o Clube dos Perdedores 27 anos após o primeiro conflito com Pennywise

Nós já conhecemos alguns detalhes dessa história, os motivos que levaram o grupo de amigos a derrotar a Coisa... Mas você sabe quem é e de onde veio o tal palhaço dançarino que ganha formas diversas? Ou como surgiu a inspiração de King para criar o personagem? Não? Tudo bem, a gente te conta!

QUEM É PENNYWISE? 

Pennywise


Aquele que conhecemos como palhaço é uma criatura que muda de forma e que surgiu há bilhões de anos. Embora viva no planeta Terra, teve origem em uma outra dimensão conhecida como Macroverso. Como sua verdadeira identidade não é clara devido às habilidades de mudança de forma e à origem de outro universo, seu nome e espécie reais são chamados Deadlights, mas ele é referido como A Coisa. Acredita-se que uma aranha fêmea seja sua verdadeira forma física na Terra, vivendo bem abaixo da cidade fictícia de Derry, no Maine. No romance de Stephen King ele é chamado de Robert "Bob" Gray

Ele pode se transformar em qualquer outra pessoa, animal ou objeto (incluindo combinações dos mesmos). Essa habilidade é útil para aparecer como entes queridos ou amigos da vítima e assim atraí-las para uma armadilha, ou aparecer como o pior medo do alvo e apavorá-lo. No entanto, sua forma favorita e mais comum é a de um artista de circo chamado "Pennywise, o Palhaço Dançante".

Seu principal objetivo é se alimentar de humanos, geralmente preferindo crianças, uma vez que eram mais fáceis de assustar e manipular. Segundo a criatura, a carne assustada tem um gosto melhor e ele usa o medo para "salgar a carne". É por isso também que A Coisa adota a forma de palhaço para que atraia mais facilmente suas vítimas.

ORIGEM 

Pennywise 1990


Como falamos acima, Pennywise se originou em um outro universo conhecido como Macroverso, dimensão habitada por diversas outras criaturas demoníacas como o palhaço assassino e entidades imortais e tão perigosas quanto ele. 

Mas existem outras evidências que levam a sua criação. Uma delas sugere que ele é obra de um criador onipotente conhecido como O Outro, este que também pode ser responsável pela criação de A Tartaruga, inimigo natural de A Coisa. No livro, a tartaruga se refere a ele como seu irmão.

Outra teoria aponta que ele pode ser um dos Twinners - seis gêmeos demoníacos mencionados pela personagem Mia em A Torre Negra: Canção de Susannah, outro best-seller escrito por King. É possível que existam outras criaturas da mesma espécie que Pennywise rondando a Terra.

Pennywise chegou à Terra em um evento cataclísmico semelhante a um impacto de asteróide, pousando em um local fictício na América do Norte conhecido como Derry. Acredita-se que isso tenha ocorrido entre os anos de 1715 e 1716.

Depois que as pessoas se estabeleceram nesse local, A Coisa adotou seu padrão usual de hibernação de 27 a 30 anos, acordando apenas para matar e comer. Cada despertar e retorno à hibernação às vezes é marcado por um ato violento, como um assassinato em massa ou um evento climático. 

COMPORTAMENTO 

Pennywise 2017


Fome

Pelo jeito, parece ser uma máquina de comer natural, devido ao impulso inato de sua espécie. Seus instintos são comer pela sobrevivência e também pelo próprio prazer, pois parece quase sempre sentir fome quando está acordado. Sua refeição favorita na Terra são seres humanos. No entanto, prefere matar e devorar crianças, principalmente porque os medos delas são mais fáceis de interpretar em uma forma física. O medo "inunda o corpo e salga a carne", segundo ele. Pode devorar alguém, mesmo que não esteja com medo, mas opta por não fazê-lo porque a pessoa não terá um bom gosto.

Manipulação

Embora tenha uma mente feroz e instintiva, é mais do que capaz de agir de qualquer maneira necessária para atrair presas, da influência subliminar aos desejos promissores. A forma de Pennywise fornece uma personalidade e aparência desarmantes, especialmente para as crianças. Ele se torna um palhaço alegre, charmoso e engraçado, e oferece educadamente aos outros a chance de visitar seu circo e comer comida de graça.

Também pode controlar mentes. É mostrado no livro que a criatura tem os adultos na cidade de Derry sob um controle mental, onde eles não parecem se importar com as crianças que desaparecem misteriosamente na cidade. Eles também parecem não se importar quando algo realmente aterrorizante ou cruel está acontecendo, mesmo que esteja acontecendo bem na frente deles. Parece que eles simplesmente ignoram.

Narcisismo

No livro, ele é descrito como um ser superior (apenas o espírito da tartaruga sendo próximo e Gan sendo o seu único superior verdadeiro) e os seres humanos como meros "brinquedos" que existem apenas para serem mexidos e comidos. Mas, quando é continuamente derrotado por crianças, age surpreso e começa a questionar se realmente é tão superior quanto se pensava.  

Não se sabe do que ele se alimentava enquanto vivia no Macroverso antes de chegar à Terra. Embora seja autoproclamado como "O devorador de mundos", ele provavelmente viveu como um parasita nômade e interdimensonal, drenando um mundo após o outro de seus recursos para alimentar seu enorme apetite e não deixando nada além de mundos sem vida.

Auto-preservação

Apesar de ser uma criatura assustadora, certamente não era destemida. Ao primeiro sinal de ser dominado, ele sempre recuava rapidamente. Foi mostrado implorando misericórdia por sua própria sobrevivência em sua verdadeira forma física. O romance também explica que durante o verão de 1958 o Clube dos Perdedores o fez temê-los. 

PODERES E HABILIDADES 

Pennywise 1990


Onipotência; Mudança de forma; Ilusões; Invisibilidade; Invulnerabilidade; Telepatia; Psiônicos (roubar as almas das pessoas); Controle / Posse da Mente; Teletransporte; Telecinesia; Controle do clima; Força sobre-humana e Velocidade sobre-humana.

(As informações acima foram retiradas do site Fandom)

BASEADO EM UM SERIAL KILLER 

John Wayne Gacy - serial killer - it a coisa

Ainda que Stephen King seja conhecido como um dos escritores mais criativos e populares do mundo, nem tudo que completa as mais de mil páginas do romance It: A Coisa lançado em 1986 saiu de sua mente. Na verdade, ele se inspirou em uma história real para criar o apavorante palhaço dançarino.

O homem que serviu de inspiração para King se chamava John Wayne Gacy, um empresário de sucesso em Chicago e a princípio um rapaz responsável e ligado à família. Mas no final dos anos 60, ele criou um personagem para si mesmo, o palhaço Pogo, um disfarce para uma série de crimes impiedosos. Gacy atraia adolescentes para sua casa e lá praticava abusos, torturas, estupros e a morte dos jovens. Entre 1972 e 1978, o palhaço estuprou e assassinou cerca de 33 meninos, mas ele mesmo adimitia que haviam mais vítimas. Em 1980, ele foi condenado e passou 14 anos no corredor da morte até ser executado em 1994 com uma injeção letal.  (via ElPaís)

SAIBA MAIS

+ Comparamos IT: Veja 3 diferenças entre as versões
Descubra o que é o Macroverso de It: A Coisa
+ Crítica: It: A Coisa - Capítulo 2 encerra bem história do Clube dos Perdedores
O que esperar de IT: A Coisa - Capítulo 2
+ Entrevista exclusiva: "O segundo foi mais divertido de filmar", diz Andy Muschietti
Diretor fala sobre possibilidade de expandir universo de It
Você encara? EUA terá sessão de It 2 só com palhaços
+ Stephen King: Obras do escritor que viraram inspiração para filmes e séries
Relembre as cidades mais aterrorizantes dos filmes

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus