Conheça Giri Haji, série nipo-inglesa da Netflix

Atração retrata conflitos da máfia japonesa em Londres

18/05/2020 18h00

Por Sara Cerqueira

"Escondida" no catálogo desde janeiro deste ano, Giri Haji é uma grata surpresa para fãs de suspense policial e drama familiar. Conheça essa série que está chamando a atenção no serviço de streaming:

Trama

Criada e roteirizada por Joe Barton, Giri Haji ("Dever e Vergonha", em japonês) explora uma guerra entre famílias da Yakuza, a maior organização criminosa do Japão. No meio do conflito, o detetive Kenzo Mori (Takehiro Hira), tenta proteger o irmão Yuto (Yosuke Kubozuka), que foge para Londres após envolvimentos com a máfia. Lá, ele cria amizade com a policial Sara Witzman (Kelly Macdonald) e o garoto de programa Rodney Yamaguchi (Will Sharpe), que o ajudam a encontrar o irmão e proteger sua família.

Entretanto, engana-se quem imagina que a série segue os padrões típicos de suspenses policiais de sessão da tarde. A atração marca pela sua abordagem dramática, sua influencia do teatro japonês, noir e até tarantinesca, especialmente nas cenas de ação, e pelas camadas dos personagens principais (e secundários). Nenhuma subtrama é menos importante, tamanha a coesão do roteiro em entrelaçar as histórias pessoais de cada personagem. Os corruptos e os corrompidos compartilham do Dever e da Vergonha o tempo todo, apresentando para o público dilemas morais comoventes.

Produção

Situada no Japão e na Inglaterra, com diálogos nas línguas de ambos os países, a série foi escrita por Joe Barton, famoso por roteirizar iBoy e o O Ritual. Seu trabalho é bastante reconhecido pelo caráter internacional, sempre valorizando diferentes culturas, idiomas e formas de pensar a sociedade.

Abordagens

Em Giri Haji, para além de representações estereotipadas do crime organizado e perseguições policiais, nos deparamos com assuntos interessantes sobre miscigenação, preconceito, homofobia, os idiomas e suas delicadas nuances, tradições milenares, dramas familiares, entre outros. A complexidade em cada personagem desperta empatia ao público, que não se vê representado apenas no "mocinho" ou no "vilão", mas sim um pouco em cada um.

Influências

Sob forte influência do cinema noir e dos filmes do diretor Quentin Tarantino, Giri Haji alterna entre a violência gráfica das cenas de ação e a pressão e o mistério nas tomadas de investigação policial e confronto entre personagens, elementos típicos do cinema noir. Além disso, há uma melancolia latente na atmosfera da série, com direito à uma trilha-sonora evocativa e clássica e à tomadas quase teatrais, o que comove o público com freqüência.

Onde ver

A atração de oito episódios está disponível no catálogo da Netflix. Vale muito a pena!


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus