É oficial! Disney compra divisão de cinema e TV da Fox

Acordo não inclui Fox News nem a Fox Sports

14/12/2017 10h21

Por Daniel Reininger

É oficial! A Walt Disney Company comprou as divisões de cinema e de TV da 21st Century Fox! O valor da operação é de US$ 52,4 bilhões. Sim, X-Men e Vingadores estarão no mesmo universo nas telonas, mas o acordo vai muito além dessa boa notícia e os impactos serão enormes na indústria do entretenimento. 

+ A compra da Fox pela Disney vai muito além da Marvel; entenda o cenário

A 21st Century Fox vendeu o estúdio de cinema da Fox e a empresa de produção de televisão, juntamente com outros ativos de mídia como FX Networks e National Geographic, 22 redes de esportes regionais, assim como a participação da empresa nos serviços Hulu, Sky e Star.

O acordo não inclui Fox News nem a Fox Sports, que permanecem parte do império Fox. Vale lembrar que a Disney já possui ABC e ESPN e a incorporação dessas divisões tornaria a aquisição um alvo para uma investigação antitrust, lei que exige que exista competição no mercado.

A Disney também assumirá cerca de US$ 13,7 bilhões de dívidas do grupo do magnata Rupert Murdoch. Além disso, Robert Iger continuará como presidente da companhia até 2021.

O que essa compra significa? A boa notícia é que devemos ver propriedades como X-Men (incluindo Deadpool e Wolverine) como parte do Universo Cinematográfico da Marvel, que é da Disney. O Quarteto Fantástico está com os direitos de produção com a Constantin Film, mas um acordo poderia ser feito e eles também voltariam para casa. Ou seja, todos os principais personagem da editora poderiam se unir nos cinemas e isso é algo que os fãs queriam ver a anos.

+ Veja os personagens da Marvel que a Disney passa a ter ao comprar a Fox

A Disney também adquiriu franquias como Alien, Predator, Planeta dos Macacos, Kingsman, Duro de Matar, SimpsonsAvatar e Alita, que será ançado em breve. É muita coisa!

Além disso, James Cameron está atualmente no comando de quatro seqüências de Avatar, o filme mais bem sucedido de todos os tempos nas bilheterias. Vale lembrar que o diretor trabalhou recentemente com a Disney na nova atração Pandora - The World of Avatar no parque de Orlando.

Outra boa notícia é que a Lucasfilm pode voltar a controlar Star Wars totalmente, afinal a Fox ainda possui os direitos do Star Wars original de 1977, o que poderia indicar um Blu-ray da trilogia original sem remasterização. 

Outro vitorioso será o serviço de transmissão por streaming da propria Disney, que possuirá conteúdo da Disney e também todo o legado do estúdio 20th Century Fox. Com isso, a Netflix vai ter que se cuidar para manter a hegemonia.

Mas nem tudo são flores. O mercado sofrerá impactos concretos com essa aquisição. A Disney se tornará uma máquina ainda mais impressionante de fazer dinheiro e terá ainda mais poder para impor práticas como aumento de valores para os exibidores terem seus filmes nos cinemas, algo que já tenta desde Vingadores: Era De Ultron nos EUA, e ainda mais poder para fazer exigências para que seus filmes estejam nos cinemas. Isso pode afetar todo o mercado.

Além disso, o caso recente da Disney ter banido repórteres do Los Angeles Times de suas cabines e eventos oficiais devido a uma matéria que denunciava supostas práticas ilegais em uma de suas sedes, localizada em Anaheim, também não pegou bem e a empresa até chegou a sofrer retaliações de associações de críticos e jornalistas. O problema é que com mais franquia de peso sob seu comando, decisões arbitrárias como essa podem se tornar ainda mais comuns. Esperamos que não!

Confira a lista dos principais produtos adquiridos pela Disney:

Filmes e séries

X-Men
Deadpool
Avatar
Titanic
Duro de Matar
Planeta dos Macacos
Era do Gelo
The Simpsons
Modern Family
Homeland
The Americans
American Horror Story
Empire
This is Us
Garota Exemplar

Canais e serviços:

FX Networks
20th Century Fox Television
National Geographic
Fox Sports Regional Networks
Fox Networks Group International
Star India
Serviço de streaming Hulu
Sky plc
Tata Sky
Endemol Shine Group

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus