Entrevista: Elenco e criador de 3% revelam novidades sobre a segunda temporada

Os novos episódios estrearam no último dia 27 de abril na Netflix

03/05/2018 10h44

Por Thamires Viana

A série 3%, primeira produção brasileira da Netflix, estreou sua segunda temporada na útlima sexta-feira, dia 27 de abril, trazendo mais um pedaço de um mundo distópico, marcado pela desigualdade social e meritocracia. Com trama forte e precisa, a atração mostra um Brasil em ruínas, onde a população só tem uma chance de melhorar de vida. Para isso, jovens ao completarem 20 anos de idade passam por um processo para conquistar o mérito de morar no Maralto - e somente 3% conseguirão.

Entrevistamos o elenco formado por Bianca Comparato, Bruno Fagundes, Vaneza Oliveira, Rodolfo Valente, Laila Garin, Maria Flor e Fernanda Vasconcelos, além de bater um papo com o co-criador e roteirista Pedro Aguilera, que contou para o Cineclick quais foram suas inspirações e o que podemos esperar dessa nova temporada.

Netflix: Séries que não são dos EUA e você precisa conhecer

Com descontração e bom humor, o papo rolou em São Paulo e abrimos a entrevista conversando com as atrizes Maria Flor e Fernanda Vasconcelos, ambas novas na produção e com papéis importantíssimos para a nova fase da trama.

Maria conta que gravar os episódios foi uma experiência muito agradável e que suas histórias darão ao público uma clareza para entender como o projeto do Maralto foi criado. "O público vai finalmente conhecer detalhes do Maralto, algo que não foi muito abordado na primeira temporada, e ao mesmo tempo entender como esse lugar foi pensado, qual era a primeira proposta para a invenção. Essa é a grande surpresa e sacada da temporada", disse.

Fernanda completa dizendo que será interessante acompanha também as idéias dos personagens. "Vai ser legal para entender o que os levou a criar um mundo novo e quem estava ali fazendo parte dessa empreitada".

Outro grande destaque dessa nova fase está nas mãos de Rafael, personagem de Rodolfo Valente, que embora tenha seu jeito carismático de ser, entrega atitudes bem características de um vilão. Ele comentou que durante a temporada, seu personagem estará perdido, mas lutando por um único ideal: "Eu não sei de que lado ele está, mas sei que ele tem um ego muito grande, ele se acha realmente o herói, o grande revolucionário, o novo Che Guevara... Ele vai para o Maralto como um impostor, abandonando a família, e entra de cabeça no lado opressor e faz isso para defender seus ideais. Mas ele também tem um lado muito ingênio e puro de acreditar no que ele faz. Além disso, ele esconde as emoções. Acredito que seu lado vilão está mais em querer fazer as coisas, mas pegar o caminho errado para se chegar até lá", explicou.

+ Opinião: Nova temporada de 3% traz trama muito mais centrada e roteiro impecável

Uma das novidades que chegam também é o pergonagem de Bruno Fagundes, que dará vida a André, irmão de Michele (Bianca Comparato), um dos personagens mais aguardados para ser visto nessa temporada. Ele conta que aceitou o trabalho com muita empolgação e alegria e acredita que veio para somar ainda mais ao elenco da atração. "Eu me senti muito respeitado como ator dentro de cena. É importante já que André e Michele são personagens muitos ricos para a trama. Nossas sugestões são ouvidas pelo Pedro e isso motiva muito o nosso trabalho", comemorou.

Bianca também aproveitou o gancho para falar sobre como é trabalhar com Pedro. "Com ele faz toda a diferença. É tudo muito coletivo e ele é como uma voz-guia, pois está tudo na cabeça dele. É muito importante quando você tem uma ideia e leva até ele, ele consegue levar para a história e tudo vira uma linha. Eu me orgulho da série pois ela tem uma cara. Você pode discordar ou não gostar tanto, mas é fácil perceber que é uma série coerente. E isso vem do Pedro".

Questionado sobre a tecnologia está ainda mais presente nessa temporada, Pedro conta que suas inspirações ainda se baseiam muito em Admirável Mundo Novo e, claro, na série Black Mirror, mas que ao contrário do que vemos exposto no roteiro da série, ele não é tão ligado à tecnologia: "Ela é uma série que todos nós assistimos os capítulos e comentamos muitos, sempre pegando pequenas referências. Mas eu confesso que nem sou tão bom em tecnologia. Brincamos que a atração é uma ficção-científica da ciência social. O diferencial dessa temporada é que ela irá apresentar ao público algo que todos tinham curiosidade, que são as tecnologias que existem no Maralto. Conversamos bastante com professores da USP (Univerdade de São Paulo) para entender e deixar mais claro o que poderia ser usado lá".

Trazendo episódios muito marcantes e tensos, a segunda temporada de 3% já está disponível com dez episódios na Netflix

Confira o trailer oficial:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus