Fernando Birri, cineasta argentino, morre aos 92 anos

Considerado o "pai do novo cinema latino-americano"

28/12/2017 18h05

Morreu o cineasta argentino Fernando Birri, considerado o "pai do novo cinema latino-americano", aos 92 anos em Roma, na Itália, informou o Instituto Nacional de Cinema e Artes Visuais da Argentina (Incaa).

"O Espaço Incaa Fernando Birri realizará um ato em homenagem ao pai do Novo Cinema Latino-americano, falecido ontem", diz um post publicado no Twitter do órgão.

Birri nasceu em Santa Fe, a 13 de março de 1925. Seu primeiro curta-metragem foi Tire Dié (1960). Ele estudou no Centro Experimental de Cinematografia de Roma, de 1950 a 1953, antes de voltar a Santa Fe, onde fundou um instituto de cinema. Também foi o fundador da famosa Escola Internacional de Cinema e Televisão de San Antonio de los Baños, em Cuba.

Em 1961, o filme Los inundados ganhou o prêmio de obra-prima na Mostra de Veneza. Depois lançou obras como La Pampa gringa (1963), Mi hijo el Che (1985), Che, ¿muerte de una utopía? (1997), El siglo del viento(1999). Seu último filme foi El Fausto Criollo (2011).

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus