Festival de Cannes toma decisão polêmica e Netflix reage

Reed Hastings, o CEO da Netflix, não gostou nada da mudança

11/05/2017 10h48

Por Daniel Reininger

O Festival de Cannes anunciou que filmes precisarão ser exibidos em salas de cinema da França para participar do evento a partir de 2018 e Reed Hastings, o CEO da Netflix, não gostou nada da mudança, que afeta diretamente o serviço de streaming.

"O establishment está se juntando contra nós. Assista Okja na Netflix em 28 de junho. Um ótimo filme que as salas de cinema não querem ver entrando na competição de Cannes", escreveu Hastings no Facebook.

A mudança nas regras foi anunciada na última quarta após polêmica com a própria Netflix, que tem os longas The Meyerowitz Stories e Okja concorrendo em Cannes 2017.

O festival tentou negociar a estreia dos filmes em de salas francesas, mas não teve sucesso. Com isso, surgiram rumores de que ambos poderiam ser retirados da competição, mas a organização divulgou nota oficial assegurando a participação de ambos em 2017, em contrapartida, também decidiu que, a partir de 2018, é preciso que os filmes vão para os cinemas.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus