Festival do Rio: Sangue Azul é o grande vencedor; Confira lista completa

Longa de diretor pernambucano foi gravado em Fernando de Noronha

09/10/2014 13h50

Por Iara Vasconcelos

Terminou nesta quarta-feira (8) o Festival do Rio, que teve início em 24 de setembro. Durante cerimônia realizada no  Armazém 6, zona portuária do Rio, os grandes vencedores receberam o famoso Troféu Redentor.

Sangue Azul, dirigido por Lírio Ferreira (Cartola) e estrelado por Daniel De Oliveira, foi o grande vencedor, levando o prêmio de Melhor Filme de Ficção, segundo escolha do júri. O longa foi rodado no paradisíaco arquipelágo de Fernando de Noronha.

"Quando a gente começou a pensar em fazer esse filme, nem Dilma era presidente. É muito difícil acreditar que um sonho desses pode dar certo. E deu", disse o cineasta pernambucano, que também levou o prêmio de melhor diretor.

Um dos momentos mais marcantes da celebração foi a homenagem ao ator Hugo Carvana, falecido no último sábado (4), após longa batalha contra o câncer.

"Agora vamos relembrar o eterno vagabundo que deu início a uma trajetória histórica", declarou Deborah Secco, uma das apresentadoras da noite.

Junto com Leandro Hassum, Débora comandou a noite de gala que encerrou a maratona de 350 filmes exibidos durante 15 dias de evento.

Confira a lista completa dos vencedores:

Melhor longa de ficção: "Sangue azul", de Lírio Ferreira

Melhor longa de documentário: "À queima roupa", de Theresa Jessouroun

Melhor curta: "Barqueiro", de José Menezes e Lucas Justiniano

Melhor diretor de ficção: Lírio Ferreira, por "Sangue azul"

Melhor diretor de documentário: Theresa Jessouroun, por "À queima roupa"

Melhor atriz: Bianca Joy Porte, por "Prometo um dia deixar essa cidade"

Melhor ator: Matheus Fagundes, por "Ausência"

Melhor atriz coadjuvante: Fernanda Rocha, por "O último cine drive-in"

Melhor ator coadjuvante: Rômulo Braga, por "Sangue azul"

Melhor fotografia: André Brandão, por "Obra"

Melhor montagem: Luisa Marques, por "A vida privada dos hipopótamos"

Melhor roteiro: Murilo Salles, por "O fim e os meios"

Prêmio especial do júri: "Ausência", de Chico TeixeiraPrêmio pelo conjunto da obra: Othon Bastos

NOVOS RUMOS

(Júri presidido por Felipe Bragança e composto por Bianca Comparato e Cavi Borges)

Melhor filme: "Castanha", de Davi Pretto

Melhor curta: "Bom comportamento", de Eva Randolph

Prêmio especial do júri: "Deusa branca", de Alfeu França

Prêmio FIPRESCI

(júri composto por Ernesto Diez Martinez, Luiz Zanin e Roni Filgueiras)

"Obra", de Gregorio Graziosi.

Voto Popular

Melhor longa de ficção: "Casa grande", de Fellipe Barbosa

Melhor longa documentário: "Favela gay", de Rodrigo Felha

Melhor curta: "Max Uber", de Andre Amparo

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus