50 anos do Golpe de 64: Relembre filmes sobre a ditadura

Hoje, Tatuagem e O Ano em que meus Pais Saíram de Férias estão entre os filmes que retratam o período de repressão

31/03/2014 12h27

Em 31 de março de 1964 o Brasil iniciou um dos períodos mais negros de sua história. Foi nesse dia que aconteceu a deposição do presidente democraticamente eleito João Goulart e a o início de um governo militar que durou mais de duas décadas.

No cinema, vários filmes tentam entender e recriar momentos importantes do período. Separamos algumas investigações que ajudam a entender os anos de repressão. Confira:

Terra Em Transe - Glauber Rocha - 1967

Terra em Transe

Um dos filmes mais conhecidos do cineasta Glauber Rocha, Terra em Transe se passa em Eldoradom, um país fictício que funciona como metáfora do Brasil. No longa há várias referências ao momento de conflito ideológico presente nos países latino-americanos nos anos 60.

Pra Frente, Brasil - Roberto Farias - 1982

Pra Frente, Brasil

No momento em que o regime caminhava para um abertura "lenta e gradual", Pra Frente Brasil recriava o início dos anos 70, época do milagre econômico e das glórias da Seleção Brasileira. Enquanto o Brasil ganhava sua terceira Copa do Mundo, o filme mostra a repressão e a tortura nos porões da ditadura.

Cabra Marcado Para Morrer - Eduardo Coutinho - 1984

Cabra Marcado para Morrer

Coutinho iniciou as filmagens do documentário em 1964 com o intuito de contar a história de um líder camponês assassinado, mas foi impedido de continuar as gravações por culpa do Golpe. Retomado 17 anos depois, Cabra Marcado para Morrer acabou se tornando um retrato importante das influências do regime na vida dos cidadãos comuns.

O Que É Isso, Companheiro? - Bruno Barreto - 1997

O que é isso companheiro?

Uma mistura de realidade e ficção, o longa dirigido por Bruno Barreto se inpira no rapto do embaixador americano Charles Elbrick, em 1969, por integrantes de grupos de resistência. O longa é uma importante investigação sobre uma geração que decidiu lugar contra a repressão em um dos momentos decisivos da história do Brasil.

Zuzu Angel - Sérgio Rezende - 2006

Zuzu Angel

Em Zuzu Angel, Patrícia Pillar vive a estilista brasileira que teve o filme morto e torturado pela ditadura. O filme acompanha a dor e a luta da mãe de Stuart Angel para conseguir explicações do governo brasileiro sobre o paradeiro de seu filho.

 O Ano Em Que Meus Pais Saíram De Férias - Cao Hamburguer - 2006

O Ano em que meus pais sairam de férias

Cao Hamburguer retrata em O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias os horrores da repressão pelos olhos do menino Mauro. Perseguidos pelo regime, os pais do garoto decidem deixá-lo com o avô, que acaba falecendo no dia de sua chegada. Ele então é criado por um velho solitário judeu em um retrato sensível dos anos 70.

Hoje - Tata Amaral - 2011

Hoje

Em HojeDenise Fraga é Vera, uma mulher que compra um apartamento com o dinheiro de uma indenização que ganha do governo brasileiro pelo assassinato de seu marido. A trama procura mostrar que os traumas e os medos perpetuados pelos anos de chumbo ainda continuam presentes na vida de muitas pessoas.

Tatuagem - Hilton Lacerda - 2013

Tatuagem

Em uma investigação inteligente, o diretor Hilton Lacerda investiga o embate entre censura e liberdade tendo como base um grupo de teatro recifense nos anos 70. Clécio Wanderley (papel de Irandhir Santos) é o líder da Chão de Estrelas, grupo censurado por realizar shows em que mistura crítica e deboche ao momento político do país. 

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus