Grande Prêmio do Cinema Brasileiro consagra Faroeste Caboclo

Django Livre foi escolhido o melhor filme estrangeiro

27/08/2014 10h01

A 13ª edição Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, que aconteceu na noite desta terça-feira (26) no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, consagrou Faroeste Caboclo, filme adaptado da canção de mesmo nome da banda Legião Urbana. Com sete prêmios, o filme foi o grande vencedor da noite, superando Serra Pelada e O Som Ao Redor - este último teve que se contentar apenas com o prêmio de roteiro.

O diretor e dramaturgo carioca Domingos de Oliveira foi  homenageado durante a cerimônia, que contou com a presença de vários famosos.

Confira a lista completa dos vencedores:

Melhor longa-metragem de ficção: Faroeste Caboclo

Melhor longa-metragem de documentário:A Luz Do Tom

Melhor longa-metragem de animação: Uma História De Amor e Fúria

Melhor longa-metragem infantil: Meu Pé De Laranja Lima

Melhor longa-metragem de comédia: Cine Holliúdy

Melhor direção: Bruno Barreto por Flores Raras

Melhor atriz: Gloria Pires, como Lota por Flores Raras

Melhor ator: Fabrício Boliveira, como João de Santo Cristo, por Faroeste Caboclo

Melhor atriz coadjuvante: Bianca Comparato, como Carmem Tereza, por Somos Tão Jovens

Melhor ator coadjuvante: Wagner Moura, como Lindo Rico, por Serra Pelada

Melhor direção de fotografia: Gustavo Habda, por Faroeste Caboclo

Melhor direção de arte: José Joaquim Salles, por Flores Raras

Melhor figurino: Marcelo Pies, por Flores Raras

Melhor maquiagem: Siva Rama Terra, por Serra Pelada

Melhor efeito visual: Daniel Greco e Bruno Monteiro, por Uma História de Amor e Fúria e Robson Sartori, por Serra Pelada

Melhor roteiro original: Kleber Mendonça Filho, por  O Som Ao Redor

Melhor roteiro adaptado: Marcos Bernstein e Victor Atherino – adaptado da música "Faroeste Caboclo" de Renato Russo, Legião Urbana – por Faroeste Caboclo

Melhor montagem ficção: Marcio Hashimoto, por Faroeste Caboclo

Melhor montagem documentário: Marília Moraes e Tina Baz, por Elena

Melhor som: Leandro Lima, Miriam Biderman, ABC, Ricardo Chuí e Paulo Gama por Faroeste Caboclo

Melhor trilha sonora: Paulo Jobim por A Luz do Tom

Melhor trilha sonora original: Phillipe Seabra por Faroeste Caboclo

Melhor curta ficção: Flerte de Hsu Chien

Melhor curta documentário: A Guerra dos Gibis de Thiago Brandimarte Mendonça e Rafael Terpins

Melhor curta animação: O Menino que Sabia Voar de Douglas Alves Ferreira

Melhor longa-metragem estrangeiro: Django Livre de Quentin Tarantino

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus