Gwyneth Paltrow solta o verbo sobre a diferença salarial entre ela e Robert Downey Jr.

Atriz se diz incomodada com diferença salarial entre homens e mulheres na indústria

07/10/2015 20h18

Por Iara Vasconcelos

Depois do aclamado discurso feito por Patricia Arquette, durante a cerimônia 2015 do Oscar, sobre a desigualdade salarial entre homens e mulheres no Hollywood, o assunto voltou a estar em pauta. Agora foi a vez de Gwyneth Paltrow abrir  o coração sobre a triste realidade.

Em declaração à Variety, a estrela falou sobre a diferença entre seus ganhos e os do colega Robert Downey Jr., com quem fez par romântico em Homem De Ferro 1 3.

"O salário é uma forma de quantificar o valor do seu trabalho. Se os homens estão sendo pagos muito mais para fazerem a mesma coisa, nós mulheres acabamos nos sentindo uma merd*. Nenhum outro ator vale tanto quanto Robert Downey Jr. [em Hollywood]", mas se eu te contar a disparidade, você provavelmente ficaria surpreso", disparou a loira.

+ Jennifer Lawrence é a atriz mais bem paga de Hollywood

Paltrow não deixa te ter razão. O interprete de Tony Stark faturou cerca de US$ 111 milhões no último ano, sendo eleito o ator mais bem pago da indústria do cinema na atualidade. Já Jennifer Lawrence, primeiro lugar da lista feminina, faturou "apenas" US$ 72 milhões. É uma diferença de US$ 39 milhões entre os ganhos dos dois.

 + Robert Downey Jr. é novamente o ator mais bem pago do mundo

Afiada, a atriz também aproveitou para falar sobre outro assunto incômodo: a diferença de idade entre os pares românticos masculino e feminino. Quando perguntada sobre sua volta como Pepper Potts em outro filme da Marvel, ela respondeu: "Eu gostaria, mas talvez eles me substituam por uma atriz de 18 anos ou coisa parecida".

É interessante observar que os próprios membros da Terra das Estrelas estão cada vez mais sensíveis as causas sociais e não o medo de expor uma posição mais política - e futuramente comprometer a carreira - vem sendo abolido cada vez mais.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus