Jill Messick, produtora que apoiou atriz em denúncia de abuso, comete suicídio

Ela representou Rose McGowan no caso contra Harvey Weinstein

09/02/2018 17h50

Por Thamires Viana

Jill Messick, produtora e executiva de Hollywood, cometeu suicídio nesta quinta-feira. O comunicado foi enviado por sua família à imprensa americana. Ela tinha 50 anos e deixou dois filhos. 

A produtora apoiou a atriz Rose Mcgowan quando ela decidiu denunciar o produtor Harvey Weinstein por estupro. Ela também foi uma das principais ativistas do movimento 'MeToo', que combatia os casos de violência sexual. Entretanto, no final do ano passado, a atriz acusou a executiva de arquitetar o seu encontro com Weinstein.

"A velocidade com que a informação falsa se disseminou se tornou um dano colateral de uma história já horrível", diz o comunicado. "Seu nome e sua reputação foram manchados, apesar de não ter feito nada ruim", completa a família. 

Messick começou sua carreira como produtora em 1999 na Lorne Michaels Productions, da Paramount. Seus trabalhos incluem filmes como Meninas Malvadas e Frida

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus