Jim Carrey vai aos tribunais por causa de morte da ex-namorada

Ator teria fornecido os medicamentos que foram usados por Cathriona White para cometer suicídio

01/06/2017 12h13

Por Iara Vasconcelos

Jim Carrey responderá nos tribunais pela morte de sua ex-namorada, Cathriona White. Segundo o LA Times, o ator pode ser julgado por homicídio culposo se for comprovado que ele forneceu os remédios que foram usados por White para cometer suicídio. 

Os advogados de Carrey argumentam que o suicídio foi uma decisão da própria moça e apresentarão indícios da inocência de Carrey. Entretanto, a mãe de White acredita que o ator é culpado e pode ter influenciado sua filha.

Cathriona e Carrey se conheceram em 2012, quando ela tinha 25 anos e ele 50. Os dois namoraram durante alguns meses, mas terminaram logo em seguida, reatando o relacionamento em maio de 2015. Na época de sua morte, o TMZ revelou que White teria deixado um bilhete para Carrey, citando o relacionamento dos dois.

O caso será julgado na Corte Superior de Los Angeles e as datas e detalhes devem ser divulgados em breve.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus