Jurassic World: Em coletiva, J.A Bayona e Colin Trevorrow contam detalhes do longa

"Ele será mais nostálgico e remete ao clássico de 1993"

08/12/2017 15h19

Por Thamires Viana

Durante coletiva de imprensa, o diretor de Jurassic World: Reino AmeaçadoJ.A. Bayona e o produtor Colin Trevorrow, contaram algumas novidades sobre o longa.

Com a saída do trailer durante painel da Universal na CCXP 2017, os fãs, que já não aguentavam mais a ansiedade, puderam ter uma noção do que esperar dessa sequência. "Ele será muito colorido, com um clima ensolarado. Nós tentamos manter as texturas e as cores", ressaltou Bayona, responsável por filmes como O Impossível, O Orfanato e Sete Minutos Depois Da Meia-Noite.

Eles apontatam que o grande foco de Jurassic World 2 está na história, já que esse longa é a peça central da segunda parte da trilogia. "Estamos semeando o solo para o próximo e tentamos manter a continuidade, mas neste o caos não será tão intenso. Ele é mais nostálgico e remete ao clássico de 1993", disse Trevorrow que assumiu a direção de Jurassic World: O Mundo Dos Dinossauros, longa de 2015. "Existem poucos filmes que conseguem fascinar e conectar pessoas de todo o mundo. O universo dos dinossauros é unânime entre os fãs", afirma o produtor. "Ele estabeleceu um patamar único", completou Bayona.

A tecnologia inserida no longa foi gratificante para o diretor, que afirma ter ficado satisfeito com o resultado final. "Eu fiquei fascinado com o CGI, dá a impressão de que aquilo tudo é real. Isso ajudou muito os atores durante as filmagens, e no vídeo parece mesmo que eles estão interagindo com os dinossauros. Não há nada que não tenha sido inspirado na realidade. Pesquisávamos vídeos para ver os movimentos dos animais e tentávamos deixar o mais realista possível", disse ele.

CCXP: Jurassic World 2 domina o painel da Universal e emociona o público

Durante o bate papo, Trevorrow foi questionado sobre a corrida de Claire (Bryce Dallas Howard) de salto alto no filme anterior. O produtor riu e afirmou que ela foi presenteada com uma bota para atuar no novo longa. "Ela não sabia que iria ter de correr aquele dia", disse ele arrancando gargalhada dos jornalistas. 

Olhando para Bayona, o produtor ressaltou sua gratidão em trazê-lo para comandar a sequência. "Em conversa com Steven Spielberg, eu havia mencionado que adoraria trazer um novo diretor, mas não qualquer um, pois eu queria Bayona. Já conhecia o trabalho dele em O Impossível e O Orfanato e sabia que ele seria capaz de entregar mais do que apenas um filme de ação. Depois de assistir Sete Minutos Depois da Meia-noite, só tive mais certeza de que fizemos a escolha certa".

Ele também aproveitou para agradecer aos fãs brasileiros e ressaltou como foi emocionante ver a reação deles durante a exibição do vídeo. "Passamos por Londres, Nova York e escolhemos o Brasil para apresentar em primeira mão. Foi incrível. Obrigado, Brasil, pelas boas-vindas".

Jurassic World: Reino Ameaçado está programado para chegar aos cinemas em 22 de junho de 2018

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus