Notícias

As últimas novidades sobre o mundo do cinema e entretenimento. Destaques do cinema nacional e internacional.

Kristen Stewart fala das cenas de sexo e nudez em Na Estrada

A estreia por aqui ocorre 15 de junho de 2012.
23/05/2012 10h54
por Da Redação
Durante a entrevista coletiva de Na Estrada, filme do brasileiro Walter Salles (Central do Brasil) que teve sua primeira sessão nesta quarta-feira (23/5) no Festival de Cannes, estavam presentes cinco grandes estrelas: Kristen Stewart (Saga Crepúsculo), Viggo Mortensen (Senhor dos Aneis), Kirsten Dunst (Melancolia) e os estreantes Garret Hedlund e Sam Riley.

A Bela de Crepúsculo chamou atenção ao comentar as cenas ousadas de sexo e nudez do longa. “A Marylou pula das páginas do livro e beija você. Nunca foi rebelde contra nada, só queria ser ela mesma. É a personagem que mais incorpora o espírito do livro”, disse a atriz durante a coletiva.

A atriz conversou a primeira vez sobre o papel com Salles aos 16 anos, hoje está com 22. “Que bom que pude envelhecer um pouco antes de rodar este filme. Adorei expandir meus limites, ter medo. Eu não tinha um pensamento na cabeça, o desafio era sempre seguir em frente. Se você estiver sendo honesta com você mesma no papel, não tem do que se envergonhar”, explicou.

Salles contou ainda que colocou os atores em um loft em Montreal, em uma espécie de acampamento, para acostumá-los a viverem juntos e pegarem o espírito do livro. “Aprendi que nos filmes de estrada, quanto mais você se afasta do ponto de partida, mais ganha a perspectiva de quem você é, de onde veio, quem quer ser. Mas ao mesmo tempo, deixa também uma parte importante de si para trás”, declarou.

“O filme mostra o início do despertar político e emocional desses jovens. Na viagem, eles encontram as liberdades que lhe foram negadas. Ao fazer isso, expandem as fronteiras da cultura num país ainda muito conservador como os EUA do pós-guerra”, disse o diretor brasileiro na entrevista coletiva.

Viggo Mortensen tem uma pequena participação como Old Bull Lee, inspirado no escritor William Burroughs. “Me identifico muito com o livro. Ele é muito atual, pois hoje em dia os jovens voltaram a rejeitar a autoridade, há muito questionamento”, afirmou.

Kirsten Dunst explicou que ainda não encontrou na vida real a mulher que inspirou sua personagem. “Ela é uma mulher que sempre quis ter uma vida normal com seu marido”, comentou.

Na Estrada conta a história de Sal Paradise (Sam Riley), um homem comum que vive em Nova Jersey e conhece Dean Moriarty (Garrett Hedlund), um andarilho alucinante de Denver, e sua esposa Marylou (Kristen Stewart). A personalidade magnética do recém-chegado conquista Sal e juntos partem para conhecer os Estados Unidos numa jornada de autoconhecimento.

Essa pode ser a primeira vez em 50 anos que um longa-metragem de um diretor brasileiro leva o prêmio máximo do evento. A última vez que isso aconteceu foi em 1962, com o filme O Pagador de Promessas, de Anselmo Duarte (Os Trombadinhas).

A estreia por aqui ocorre em 13 de julho de 2012.






FAVORITAR

noticia NÃO FAVORITADA

COMPARTILHE:

COMENTAR

comments powered by Disqus