Made In China: Comédia com Regina Casé tem coletiva de imprensa com atores e direção

Filme estreia na quinta-feira da próxima semana, 6 de novembro

29/10/2014 20h33

  O elenco e direção de Made In China, novo filme de Estevão Ciavatta com Regina Casé, se reuniu para uma coletiva de imprensa em São Paulo, e falou sobre o filme que tem estreia marcada para a próxima quinta-feira (6/11).

  A ideia de um longa sobre uma loja de produtos nacionais que sofre com a competição com produtos chineses e tenta reverter a situação, dentro do conjunto comercial conhecido como Saara, no Rio de Janeiro, partiu do diretor Estevão Ciavatta que há tempos admira a área e sonha em mostrar para os brasileiros como é essa mistura de culturas e nacionalidades.

  O Saara, segundo o diretor, preserva uma amizade tão forte entre árabes e judeus que já foi apelidada de "Pequena ONU" e a novidade maior ainda foi a chegada mais recente dos chineses e seu modo de comércio que mexeu tanto com a região, que o filme acabou se voltando para isso quando o projeto já estava em andamento. Ele também comentou o fato de que o tema traz consigo tantos casos e confusões que foi quase impossível não transformar tudo isso em uma comédia. E serão piadas brincando com os esteriótipos, mas sem ser preconceituosak, completa ele.

  Ainda segundo o diretor, o Brasil tem que saber conviver com os chineses que vão entrar na "nossa praia" e não ter medo disso, mas aprender com a China e inovar para viver esse novo momento, ao invés de tentar lutar contra. Afirmação essa que foi confirmada pela sua mulher e protagonista do filme, Regina Casé, animada com a possibilidade do filme passar uma mensagem sobre absorver essa cultura e perceber o quanto pode ser bom para os dois lados. E embora pareça ser uma situação de rivalidade, já que os produtos chineses são bem mais baratos e atrapalham os comércios tradicionais, é mais uma relação infantil, como irmão mais velho que tem ciúmes do novo, mas aprende a lidar com isso.

  Na trama, Regina Casé e o cantor Xande de Pilares (ou Alexandre Silva de Assis), que também trabalham juntos no programa Esquenta, da Rede Globo, são um casal de vendedores que tenta lidar com a situação da concorrência, iniciando uma relação de curiosidade e amizade com os chineses da loja vizinha. Regina fez questão de falar da importância da mensagem da sua personagem, uma mulher de meia idade trabalhadora e independente que gosta de ter sua própria casa e sair à noite para se divertir e namorar; enquanto Xande ressaltou o resgate que fez à época em que trabalhava muito, antes da fama.

  Também estão no elenco Juliana Alves, outra vendedora, e Luis Lobianc (conhecido por sua participação no canal online Porta dos Fundos, filho do dona da loja quase falindo, o árabe Seu Nazir, interpretado por Otávio Augusto. Os dois se uniram ao elenco para relembrar a relevância que o Saara tem em suas próprias vidas, já que frequentam desde a infância.

  Ciavatta comentou ainda sobre a parte chinesa do elenco. Ele chinês para melhor se comunicar e buscou muito antes de encontrar um ator e uma atriz, que acabou levando também sua mãe para a produção. Din Din já tinha familiaridade com a televisão pois é apresentadora, e sua mãe, a senhora Lai, também mostrou ter uma veia artística e se tornou então a mãe de sua filha também nas telonas. O diretor completou dizendo que "Dona Lai tinha mais exigências que Regina Casé" e a atriz confirmou: "Olhava para ela e pensava, quando crescer quero ser igual Dona Lai".

  Made In China estreia em mais de 500 salas na quinta-feira da semana que vem, 6 de novembro.Confira a programação e assista ao trailer:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus