Mais Forte Que o Mundo: José Loreto fala do desafio de interpretar José Aldo

O diretor Afonso Poyart e o elenco do filme se reuniram em coletiva de imprensa

06/06/2016 17h17

Por Iara Vasconcelos

O cinema brasileiro já prestou tributos aos seus maiores cantores, aos jogadores de futebol e artistas de diversas artes. Agora, o diretor Afonso Poyart (2 Coelhos) fala sobre um grande lutador brasileiro nas telonas: José Aldo.

Pegando onda no sucesso do MMA, que virou uma sensação entre os amantes de pancadaria e vem cada vez mais adeptos, ele encarou o desafio de contar a história do ex-campeão da categoria peso pena do UFC, desde sua infância pobre e traumática em Manaus, no Amazonas, até o reconhecimento mundial.

O cineasta e os atores José Loreto, Cléo Pires, Jackson AntunesMilhem Cortaz, Paloma Bernardi e Claudia Ohana se reuniram para uma coletiva de imprensa, na tarde dessa segunda-feira (6), e revelaram mais detalhes sobre a jornada de gravações e treinos e o processo de pesquisa junto a José Aldo e sua família.

Pela primeira vez em um encontro de imprensa, José Loreto revela que desde a primeira leitura do roteiro sentiu que estava destinado a viver o lutador de MMA nas telonas: "Acredito que não consegui o papel pelo teste em si, mas pela vontade. Me identifico com Aldo porque ele não via fronteiras de classe socia nem de família, ele não viu limites. Não se boicotou".

O ator de 32 anos impressionou pela força física e aparente habilidade marcial. Mas tudo isso tem uma explicação: "Eu sou faixa preta de judô. Jogo desde a infância. Para o filme, precisei treinar por sete meses, cerca de quatro horas por dia, todos os dias. Visitei a Nova União - academia de Jiu Jitsu Brasileiro criada por André Pederneiras e Wendell Alexander - e pratiquei com atletas reais. Tomei chute, soco, canelada."

E se engana quem pensa que a maioria das cenas foram feitas por um dublê: "O meu dublê quase não trabalhou. A única vez foi na cena em que luto comigo mesmo, ai ele interpretou meu 'adversário", esclareceu. Mesmo com tanta pancadaria, ele acabou se machucando de uma forma um tanto inusitada: "Fui comemorar dando um mortal para trás e acabei ferindo o meu pé".

Cléo Pires, que vive Vivianne Oliveira, a exposa de Aldo, conta que não treinava antes, mas pegou pesado na preparação para o papel: "Eu não lutava antes, só tinha feito algumas aulas de Muay Thai. Fiz um mês intenso de preparação com a Fátima Toledo. Também treinei com o dublê para as cenas de briga".

Cleo Pires

Afonso Poyart conta que nunca foi fã de luta, mas que a história da vida de Algo o atraiu: "A Paris filmes me procurou e me fez a proposta de fazer um filme sobre um lutador. Eu não conhecia nada de MMA, fui pesquisar tudo no Google. Vi vários lutadores, mas foi a história de Aldo que me tocou. Eu não queria fazer um filme de luta, mas sim de superação".

O diretor explica que algumas cenas do filme não aconteceram na vida real, mas foram inseridas como licença poética: "O filme tem bastante ficção. Expliquei para o Aldo que não seria um documentário sobre a vida dele e algumas coisas seriam mudadas. A personagem da Paloma, por exemplo, é fictícia.

A história principal é sobre redenção, é um drama de pai e filho. Quis juntar romance, drama e luta em uma só história, para que fosse um filme que atraísse todos os tipos de público, não apenas os fãs de luta". Por sorte, ele contou com a aprovação de sua principal inspiração: "Aldo me disse que mesmo com o toque de ficção, o filme consegue transmitir o que ele sentia na época dos acontecimentos. Eu diria que é cerca de 30% ficção".

Como o cinema brasileiro não tem tradição em filmes sobre artes marciais, Poyart conta que se inspirou em longas de outros países: "Me inspirei no filme Tailandês Operação Invasão e no norte-americano Guerreiro. Entretanto, minha maior fonte de pesquisa foram as lutas reais do UFC. Não queria que essas sequências fossem esteticamente bonitas, ou coreografadas, mas sim realistas. No MMA, algumas vezes as coisas acontecem de forma bagunçada e eu queria mostrar isso".

Mais Forte Que O Mundo - A História De José Aldo chega aos cinemas  em 16 de junho. Assista ao trailer:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus