Mara Wilson, a Matilda, critica hipersexualização de atrizes mirins

Atriz cita a Eleven de Stranger Things como exemplo

19/11/2017 10h02

Por Iara Vasconcelos

Famosa por ter interpretado a inteligente Matilda, no filme de 1996, Mara Wilson ficou afastada dos holofotes por um bom tempo e um dos motivos do seu sumiço foi a forma como as garotas mais jovens são tratadas em Hollywood.

Em entrevista recente a revista Elle, Wilson se mostrou chateada e preocupada ao perceber que as coisas parecem não ter mudado muito na indústria do entretenimento mesmo com o passar dos anos.

"Lembro que quando sequer tinha terminado o ensino médio, já haviam fotos minhas em sites de fetiche ou em montagens pedófilas. Eu recebia diversas cartas e mensagens online de homens adultos com coisas absurdas escritas. Em uma ocasião, recebi uma carta dizendo 'eu adoro as suas pernas", revelou a atriz, que na época tinha apenas 15 anos.

Além de lidar com o assédio, ela ainda precisou enfrentar a pressão dos padrões de beleza: "Sempre que via um artigo sobre mim ficava com aquele medo típico da puberdade. Eu era sempre retratada como a feia, que para as mulheres é quase como não ter utilidade, ou então era chamada de fofa e me objetificavam. Parecia que ser uma atriz-mirim fazia de meu corpo algo de domínio público", contou.

Na mesma entrevista, Wilson ainda citou a atriz Millie Bobby Brown, a Eleven de Stranger Things, como exemplo de jovem hipersexualizada pela mídia e pelos espectadores: "Vi um cara compartilhar uma foto dela com uma legenda dizendo que ela 'cresceu na frente dos nossos olhos'. Fiquei muito irritada pois uma garota de 13 anos ainda não está crescida. Não precisamos manter esse ciclo de desumanização que Hollywood permitiu por tanto tempo", desabafou.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus