Me Chame Pelo Seu Nome: Drama LGBT é proibido na Tunísia

Distribuidora acusa governo de preconceito

01/03/2018 13h42

Por Iara Vasconcelos

Me Chame Pelo Seu Nome, drama com tematica LGBT indicado a quatro categorias no Oscar, teve suas sessões proibidas na Tunísia, país de maioria muçulmana localizado no norte da África.

+ Confira os indicados ao Oscar 2018

O longa entraria em cartaz nesta quarta-feira (28) nos cinemas da capital Tunes, mas a exibição foi barrada de última hora. O ministério da cultura não se pronunciou sobre o caso, mas a distribuidora acredita que a decisão foi motivada por preconceito.

"Fomos censurados. Isso é um ataque às liberdades e um atentado à Constituição tunisiana. É óbvio que foi a temática do filme que incomodou", afirmou Lassaad Goubantini, proprietário da empresa.

Baseado no romance homônimo de André Anciman, o longa traz Elio (Timothée Chalamet), um jovem que está enfrentando mais um verão sem graça na casa de seus pais no interior da Itália. Ele vê a sua vida mudar com a chegada de Oliver (Armie Hammer), um acadêmico que veio ajudar a pesquisa de seu pai.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus