México celebra centenário do nascimento de Mario Moreno, o Cantinflas

Ídolo mexicano morreu em 1993, vítima de câncer.

03/08/2011 11h00

O México celebra ao a partir desta semana o centenário do nascimento do ator Mario Moreno, mais conhecido como Cantinflas. As homenagens ao ator tiveram início com a apresentação de um livro comemorativo e uma mostra de cartazes de filmes e fotos de seus melhores momentos no cinema.

O livro Mario Moreno "Cantinflas": o Ator, o Toureiro, o Empresário, o Homem, foi apresentado pela fundação que leva o nome do comediante na noite de segunda-feira (1/6), no palácio Belas Artes.

"Ao contrário de seu personagem, Mario era um profissional muito sério", disse à imprensa o também ator Javier Cordero, que participou com ele do longa A Volar Joven, de 1947.

Outras homenagens estão previstas para as próximas duas semanas, entre elas, a exibição de mais de 50 de seus filmes no canal estatal de televisão e na Cinemateca Nacional. Também deve ocorrer uma conferência sobre a influência do ator no desenvolvimento da comédia e do cinema latino-americano.

Mario nasceu na Cidade do México no dia 12 de agosto de 1911 e morreu em abril de 1993, vítima de câncer de pulmão. Sua popularidade foi tamanha que a Real Academia Espanhola da Língua chegou a adotar o uso de um verbo homenageando-o: "cantinflear", cujo significado é "falar muito sem dizer nada".

O ator, que recebeu o Globo de Ouro em 1957 por sua performance no longa A Volta ao Mundo em 80 dias, é até hoje considerado o Charles Chaplin da América Latina

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus