Moana: Disney encanta com lenda Maori e princesa forte

Longa teve exibição na CCXP

03/12/2016 16h12

Por Iara Vasconcelos

A Disney resolveu abraçar de vez a ideia de adaptar lendas de outros povos para as telonas. Depois do sucesso de Frozen – baseado em uma lenda nórdica – chegou a vez de trazer explorar o universo maori, povo nativo da Nova Zelândia.

A première exclusiva de Moana aconteceu no auditório Cinemark e contou com a presença dos diretores Ron Clements e John Musker.
O filme vai agradar muito aqueles que debatiam a falta de diversidade nos filmes do estúdio. A Disney buscou ser fiel as características físicas dos povos nativos do pacífico e Moana foge do perfil "eurocêntrico" de princesa.

Se pudessemos comparar Moana com outra personagem da Disney, com certeza seria Mulan, pelas características fortes e destemidos que elas têm em comum, além de ocuparem um papel de liderança que na maioria das vezes é delegado a uma figura masculina. Mesmo assim, a trama não nos deixa esquecer que ela é apenas uma jovem de 16 anos e ainda tem muito o que aprender.

Os cenários realistas também impressionam e são um ótimo parâmetro para que analisemos o quanto a computação gráfica evoluiu nos últimos anos. Algumas vezes, a impressão que temos é de que estamos assistindo a um live-action.

Moana se mostra um filme sensível e detalhado. Consegue dosar muito bem humor e drama e traz a princesa forte que tanto gostamos (e precisamos) de ver em filmes do gênero. Como não podia ser diferente, o longa foi aplaudido de pé no final. Merecido!

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus