Morgan Freeman rebate acusações de assédio sexual

"Não criei ambientes de trabalho inseguros"

28/05/2018 09h55

Por Thamires Viana

O ator Morgan Freeman, de 80 anos, veio a público para rebater as acusações de assédio sexual que recebeu por parte de  oito mulheres, divulgadas em um relatório publicado pela CNN.

No documento, várias mulheres - incluindo assistentes de produção, funcionárias de escritório e jornalistas - disseram que Freeman tinha um comportamento inadequado, desde toques indesejados até comentários sugestivos.

Confira o depoimento do ator divulgado no The New York Times

"Todas as vítimas de agressão e assédio merecem ser ouvidas, e precisamos escutá-las. Mas não é correto equiparar incidentes horríveis de agressão sexual a elogios ou humor equivocados. Eu admito que sou alguém que sente a necessidade de tentar fazer com que as mulheres - e os homens - se sintam apreciados e à vontade ao meu redor. Como parte disso, muitas vezes eu tentava brincar e elogiar as mulheres, no que eu achava ser um jeito alegre e bem-humorado. Claramente, eu não estava sempre encontrando o caminho que pretendia. Mas também quero ser claro. Não criei ambientes de trabalho inseguros. Eu não agredi mulheres. Eu não ofereci emprego ou adiantamento em troca de sexo. Qualquer sugestão que eu fiz é completamente falsa", completou.

No relatório, uma das fontes afirma que Freeman descansou a mão na parte inferior de suas costas e que continuou tentando levantar sua saia e perguntando se ela estava usando calcinha. 

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus