Morre García Marquez; autor teve obra adaptada para o cinema

Autor foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura em 1982

17/04/2014 17h31

Morreu na tarde desta quinta-feira, 17, o escritor colombiano Gabriel García Márquez, informou a agência internacional de notícias Reuters. O autor estava internado desde o fim de março na cidade do México, onde morava, após uma infecção respiratória.

Vencedor do Prêmio Nobel de Literatura pelo conjunto de sua obra em 1982, García Marquez foi o primeiro autor colombiano e quarto latino-americano a ser agraciado pelo título. Em 2012, seu irmão caçula Jaime García Márquez revelou que o escritor sofria de uma espécie de demência senil.

El Gabo, como era conhecido na América Latina, fez sua estreia na literatura em 1955 com o romance A Revoada (O Enterro do Diabo) e continuou produzindo até os 70 anos, mas seu trabalho foi reduzido após o diagnóstico de um câncer linfático em 1999. Dentre suas obras de maior destaque estão Cem Anos de Solidão, O Amor nos Tempos do Cólera e Crônica de uma Morte Anunciada.

Nas telonas

No cinema, sua obra inspirou várias adaptações, o brasileiro Ruy Guerra foi responsável por algumas delas, como O Veneno Da Madrugada, baseado em La Mala Hora; Erêndira, inspirado em A Incrível e Triste Hora da Cândida Erêndira e Sua Avó Desalmada; e A Fábula da Bela Palomera, retirado de livro homônimo. O Amor Nos Tempos Do Cólera e Do Amor e Outros Demônios também ganharam suas versões nas telonas.

A última adaptação foi baseada no livro Memória de Minhas Putas Tristes, dirigido pelo dinamarquês Henning Carlsen.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus