Mostra 2014: Relatos Selvagens é melhor ficção para o público; Entre Mundos para o júri

Festival ainda premiou Cada Grande, A História da Eternidade e o documentário Cássia; veja lista

30/10/2014 11h20

Saiu a lista de premiados da 38ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O longa alemão Entre Mundos, de Feo Aladag, levou o principal prêmio: o título de melhor ficção da mostra Novos Diretores na categoria ficção. A Guerra das Patentes, também alemão, levou na categoria documentário. 

Entre o público quem surpreendeu foi o argentino Relatos Selvagens, longa que abriu a Mostra. Ele foi eleito a melhor ficção internacional. Entre os brasileiros, os espectadores escolheram A História da Eternidade, belo filme de Camilo Cavalcante. Cássia, de Paulo Henrique Fontenelle, também agradou o público e saiu premiado.

+ Leia a crítica de Cássia

+ Leia a crítica de Relatos Selvagens

Já o prêmio concedido pela ABRACCINE, Associação Brasileira de Críticos de Cinema, ficou com Casa Grande, longa de Fellipe Barbosa. O filme já acumula mais de dez prêmios conquistados neste ano.

+ Lria a crítica de Casa Grande

Veja a lista completa dos vencedores:

Prêmio do Júri - Melhor Ficção - Novos Diretores
ENTRE MUNDOS, de Feo Aladag (Alemanha)

Prêmio do Júri - Melhor Documentário - Novos Diretores
A GUERRA DAS PATENTES, de Hannah Leonie Prinzler (Alemanha)

Prêmio do Público - Melhor Ficção Internacional
RELATOS SELVAGENS, de Damián Szifrón (Argentina, Espanha) - Leia a crítica

Prêmio do Público - Melhor Ficção Internacional
DO QUE VEM ANTES, de Lav Diaz (Filipinas)

Prêmio do Público - Melhor Ficção Internacional
SAM, de Elena Hazanov (Suiça)

Prêmio do Público - Melhor Ficção Brasileiro
A HISTÓRIA DA ETERNIDADE, de Camilo Cavalcante

Prêmio do Público - Melhor Documentário Internacional
CHARLES CHAPLIN: A LENDA DO SÉCULO, de Frédéric Martin (França)

Prêmio do Público - Melhor Documentário Brasileiro
CÁSSIA, de Paulo Henrique Fontenelle

Prêmio da Crítica – Melhor Filme
LEVIATÃ, de Andrey Zvyagintsev (Rússia)

Menção Honrosa da Crítica
MOSTRA VICTOR ERICE (Espanha)

Menção Honrosa da Crítica
A ILHA DOS MILHARAIS, de George Ovashili (Geórgia)

Menção Honrosa da Crítica
RETORNO A ÍTACA, de Laurent Cantet (França)

Menção Honrosa da Crítica
O PEQUENO QUINQUIN, de Bruno Dumont (França)

Prêmio ABRACCINE
CASA GRANDE, de Fellipe Barbosa (Brasil)

Prêmio Associação Autores de Cinema – Melhor Roteiro
A GANGUE (Ucrânia), roteiro de Myroslav Slaboshpytskiy

Prêmio da Juventude – Melhor Filme Internacional
LABYRINTHUS, de Douglas Boswell (Bélgica, Holanda)

Prêmio da Juventude – Melhor Filme Brasileiro
ENCANTADOS, de Tizuka Yamasaki

Prêmio Humanidade
GERALDINE CHAPLIN

Prêmio Humanidade
MARIN KARMITZ

Prêmio Humanidade
JIA ZHANGKE

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus