Mostra de SP começa nesta quinta-feira com clima político e apostas do Oscar

Evento acontece de 20 de outubro a 2 de novembro

19/10/2016 11h48

Por Iara Vasconcelos

A 40ª edição da Mostra de Cinema de SP começa nesta quinta-feira (20) e traz tom político a começar pelo cartaz oficial, criado pelo diretor italiano Marco Bellocchio. Na arte, baseada no filme Bom Dia, Noite, representações da igreja católica, punhos cerrados e a imagem de Lenin formam um retrato rústico e colorido. Apesar disso, a organização garante que o cartaz não foi intencionalmente feito para fomentar o debate político.

+ Mostra de SP terá sessões itinerantes e cinema de graça nos CEUs

A mostra também se mostra engajada em sua programação. Filmes que abordam a questão dos refugiados e das reservas indígenas ocupam um espaço considerável e prometem bom público.

Comemoração

Em seu aniversário de 40 anos, a mostra exibirá 322 títulos, de 50 países, em duas semanas de muito cinema e cultura. Para comemorar, cerca de 15 salas de cinema públicas na periferia, a maioria localizada em CEUs, receberão sessões gratuitas. Como a maior parte do público é jovem, a curadoria selecionou longas específicos com temáticas desse universo, tudo para que a mostra alcance mais pessoas. Além disso, sessões itinerantes estão programadas no interior de São Paulo com a cooperação do SESC.

Cinema Polonês

Como vem ocorrendo nas últimas edições, a Mostra desse ano terá o cinema polonês como destaque. Com o apoio do IAM (Instituto Adam Mickiewicz e Polish Film Institute), o evento contará com homenagens a Andrzej Wajda, que receberá o Prêmio Humanidade, e a exibição da série cinematográfica O Decálogo, de Krzysztof Kie?lowski, inspirada nos 10 mandamentos bíblicos. Além da exibição de diversas produções do país.

Mostra competitiva

A Mostra Internacional de Cinema será composta de seis seções. A Competição Novos Diretores contara com trabalhos de cineastas que tenham dirigido até dois filmes. Os mais bem votados pelo público serão exibidos ao Júri Internacional, que ficará encarregado de escolher os vencedores do troféu Bandeira Paulista. Já a Perspectiva Internacional, que tem o maior número de candidatos, apresenta produções recém-premiadas, diretores de grande renome e filmes com temáticas atuais.

Há ainda as Apresentações Especiais – que apresentam o trabalho de outros diretores selecionados pela curadoria do evento; a Mostra Brasil –com títulos nacionais ainda inéditos em São Paulo; Retrospectiva – que traz clássicos do cinema mundial e da Mostra de SP; E por último, mas não menos importante, a Homenagens, que este ano comemora o legado de Marco Bellocchio, Andrzej Wajda, do brasileiro Antônio Pitanga e de William Friedkin, diretor de Operação França e O Exorcista, que inclusive vira ao país para Master Class no dia 22.

Operação França

Abertura

A cerimônia de abertura ocorrerá nesta quarta-feira (19), às 20h, no Auditório do Parque Ibirapuera, e contará com a presença de grandes nomes do cinema, patrocinadores e autoridades. Logo após a abertura, acontecerá a primeira exibição brasileira do filme Belos Sonhos, de Marco Bellocchio.

Imperdível

Dentre os destaques da programação, estão as fortes apostas do Oscar como O Nascimento De Uma Nação, de Nate Parker, que fala sobre o movimento de libertação dos escravos nos Estados Unidos. O drama Animais Noturnos, dirigido pelo estilista Tom Ford. O candidato Francês a "Melhor filme estrangeiro" Elle e o premiado documentário nacional sobre o Cinema Novo.

A 40ª Mostra internacional de cinema de São Paulo segue até o dia 2 de novembro com sessões em 42 locais, entre cinemas, espaços culturais e museus da capital paulista, além de exibições gratuitas e ao ar livre.

Confira a vinheta oficial do evento:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus