Mostra SP: Babenco é um belo retrato sobre amor e despedida

Dirigido por Bárbara Paz, o longa ganhou prêmio de melhor documentário em Veneza

31/10/2019 17h05

Por Thamires Viana

Em uma sessão lotada na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Bárbara Paz, atriz e diretora de Babenco - Alguém Tem Que Ouvir O Coração E Dizer: Parou, falou emocionada ao público sobre o documentário: "É um filme sobre amor". Nos primeiro minutos do longa já concordamos com Bárbara.

A produção - ganhadora do prêmio de melhor documentário sobre cinema no Festival de Veneza - acompanha os últimos momentos de Hector Babenco, diretor argentino naturalizado brasileiro, que foi casado com a atriz por seis anos. Entre seus trabalhos estão clássicos como Pixote - A Lei Do Mais FracoCarandiru e O Beijo Da Mulher Aranha, este que levou Hector à disputa do Oscar de Melhor Diretor em 1986. Por mais de trinta anos, o argentino enfrentou um linfona que o levou à morte em 2016.

Totalmente gravado em preto e branco, Babenco - Alguém Tem Que Ouvir O Coração E Dizer: Parou explora os altos e baixos da vida do cineasta, destacando seu humor ácido, sua paixão pela liberdade e pelo cinema. Com gravações iniciadas por ele e posteriormente assumidas por Bárbara, o longa conta com um ótimo trabalho de edição feito por Cao Guimarães, que mescla a rotina do casal com cenas dos filmes de Hector, além de bastidores de suas produções e reflexões sobre a vida e a morte. 

Pelo olhar de Bárbara, o filme se torna um diário de sua admiração pelo argentino. Delicada e minimalista, a produção traz memórias de Hector sem soar clichê, ao mesmo tempo em que a direção se afasta da abordagem de um documentário tradicional. A intimidade entre criador e critaura apresenta um cuidado nas sequências mais delicadas, como as que se passam dentro de um hospital, nas quais Bárbara evita em apelar para o lado triste. 

Babenco - Alguém Tem Que Ouvir O Coração E Dizer: Parou é um retrato lindo, inclusive estéticamente, sobre o amor e a despedida, além de ser uma forma de mostrar que a arte é capaz de eternizar. 

NOTA: 10

Confira o trailer: 


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus